pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

31 de julho – Salvador bate recorde de inscrições no Programa Brasil Alfabetizado

31 de jul de 2006 - dev

Foi realizado nesta segunda-feira (31) no Salão Oxalá, do Centro de Convenções, a aula inaugural do curso de formação de professores do Programa Salvador Cidade das Letras/ Brasil Alfabetizado. O programa cadastrou cerca de 21.800 jovens e adultos, que serão alfabetizados ainda em 2006. Este número é o recorde nacional de inscrições do Programa Brasil Alfabetizado. Segundo dados do IBGE, a capital baiana possui cerca de 300 mil analfabetos e analfabetos funcionais.

Segundo o secretário municipal da Educação e Cultura, Ney Campello, a educação de maneira geral está diretamente relacionada a diversos índices como desemprego e renda. “Muitas pessoas saem do interior em busca de emprego e acabam não dando continuidade aos estudos. O nosso papel é dar estudo para que estes jovens e adultos se capacitem e tenham uma profissão. Alfabetizando e criando perspectivas profissionais para os adultos estamos contribuindo para reduzir os índices de evasão e repetência na rede municipal de ensino”, afirma. Dentre as capitais brasileiras, Salvador detém o penúltimo PIB, acima apenas de Teresina (PI). O secretário afirma que com este programa de inclusão social, a SMEC torna-se a maior geradora de trabalho e renda de Salvador, com a seleção de 976 alfabetizadores pelo Sistema de Intermediação de Mão-de-Obra (SIMM).

O coordenador do Programa Salvador Cidade das Letras, Luiz Fumanere acredita que através dos estudos as pessoas podem melhorar seu estilo de vida e sua renda. “Dados do IBGE comprovam que a renda familiar está relacionada aos anos de estudos, por isso vamos cumprir a nossa missão que é ensinar e incentivar estes jovens a darem continuidade ao caminho da educação”, ressalta.

Já o subsecretário municipal de Educação e Cultura, Weslen Moreira, afirma que o Programa Salvador Cidade das Letras é um dos meios de se melhorar a educação pública do país. Segundo ele, além deste projeto a SMEC tem realizado vários outros que beneficiam tanto os estudantes como a comunidade próxima a escola da rede.

As aulas terão inicio no dia 07 de agosto em 236 bairros de Salvador. Além da alfabetização, o projeto “Salvador Cidade das Letras” também irá oferecer cursos profissionalizantes, como Artesanato, Alimentação Alternativa, Atendimento ao Público, Eletricista, Empreendedorismo, Trabalho Doméstico, Informática e Jardinagem.

Os professores habilitados para ensinarem os jovens e adultos inscritos no programa participam da Formação Continuada durante nove meses. Para ser alfabetizador, é preciso ter completado o ensino médio e possuir alguma experiência em educação.As salas de aula do programa foram cedidas por associações de moradores, igrejas e iniciativa privada.

A meta da Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Educação e Cultura (SMEC), é zerar o índice de analfabetismo em Salvador, num prazo de 10 anos.