OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Acolhimento de alunos com Síndrome Congênita do Zika Vírus é tema de reunião na Smed

16 de fev de 2018 - Jornalismo

A Secretaria Municipal da Educação (Smed) realizou na sexta-feira (16) uma reunião intersetorial com objetivo de aperfeiçoar o atendimento e acolhimento dos alunos da Educação Infantil diagnosticados com a Síndrome Congênita do Zika Vírus nas escolas municipais. Direcionado aos diretores escolares e aos membros da Comissão de Inclusão Educacional, o evento contou com a participação de representantes da Smed, da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), da Secretaria Municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps) e da Secretaria Municipal de Politicas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ).

Um dos temas tratados durante o encontro foi o uso em sala de aula de tecnologias ergonômicas inclusivas de baixo custo e fácil elaboração, como o adaptador de preensão e a “calça da vovó”. O assunto foi abordado pela terapeuta ocupacional Camila Araújo e pela psicóloga Paula Sanders Pereira Pinto, que participaram da reunião representando o Projeto Desenvolvimento Infantil na Comunidade (DICa) do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA).

De acordo com Jaqueline Araújo de Barros, coordenadora de Inclusão Educacional e Transversalidade da Smed, a proposta é manter um processo de aperfeiçoamento das estratégias de atuação que envolvam, entre outros pontos, a formação de todos os profissionais das escolas que têm alunos com a síndrome. “A ideia é formarmos não apenas os professores e coordenadores, mas também todos os funcionários para a abordagem adequada dessas crianças e de suas famílias”, explica Jaqueline.

Durante a reunião, as diretoras também falaram das experiências que estão vivendo nesse acolhimento. “Houve troca de experiências, sempre com o foco na melhoria do atendimento”, frisa a coordenadora. As outras secretarias participantes falaram dos trabalhos de atendimento e suporte a esses alunos. Entre os pontos tratados estavam as alternativas de trabalho conjunto entre as escolas e o Centro Dia, da Semps, e com as equipes de saúde do Programa de Saúde na Escola (PSE), da SMS.

Fotos: André Carvalho/Ascom/Smed