Acordo de cooperação possibilitará atendimento educacional especializado na rede municipal

07 de out de 2022 - Jornalismo

A Prefeitura renovou, nesta sexta-feira (30), o acordo de cooperação técnica entre a Secretaria Municipal da Educação (Smed) e os centros de Atendimento Educacional Especializado em Salvador. A cerimônia da formalização da parceria com seis instituições de ensino voltadas para atendimento a crianças com necessidades especiais foi realizada no Palácio Thomé de Souza, com as presenças do prefeito Bruno Reis, do secretário da Smed, Marcelo Oliveira, e de representantes das associações.

A renovação da parceria ocorre a cada cinco anos e o acordo prevê a cooperação mútua, com a Prefeitura disponibilizando recursos, pessoal e qualificação, enquanto as instituições se encarregam do atendimento especializado com os alunos com necessidades especiais. Na ocasião, o prefeito reiterou a importância de atuar de forma conjunta com entidades particulares e associações para assistir a população de Salvador.

“Por mais que a Prefeitura quisesse, jamais teríamos como prestar atendimento, apoio e serviço às crianças do jeito que essas instituições prestam. A melhor fórmula é construir essas parcerias com organizações sociais. É muito mais econômico para todos firmar essa união para ajudar do que montar, estruturar e equipar essas estruturas dentro do município. Temos em nosso compromisso de planejamento estratégico o atendimento de cinco mil crianças com necessidades especiais. Sempre buscamos dar suporte e atender a todos da melhor forma possível. Nosso objetivo é ampliar a educação integral, além da educação digital”, declarou.

A parceria conta com seis instituições que beneficiam quase 2 mil alunos da rede municipal com deficiência das mais diversas especificidades: surdos, Transtorno do Espectro Autista (TEA), deficiência intelectual, múltiplas deficiências, dentre outros. As instituições realizam atendimento clínico, multiprofissional e pedagógico, realizam formação com professores da rede, além de visitar as escolas para compartilhar práticas pedagógicas, orientar na elaboração e realização das atividades escolares, considerando as especificidades de cada um, bem como orientar na elaboração de planos pedagógicos personalizados.

Estão contempladas no acordo as instituições parceiras Aesos (Associação Educacional Sons no Silêncio); Apada (Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos do Estado da Bahia); AMA (Associação Amigos dos Autistas da Bahia); Abre (Associação Baiana de Reabilitação e Educação); Instituto Guanabara; e ION (Instituto de Organização Neurológica da Bahia).

A presidente da AMA-BA, Rita Valéria, ressaltou a importância da parceria para o trabalho com as crianças da instituição. “Atendemos atualmente 288 pessoas com autismo, sendo 201 alunos da rede municipal de ensino. É fundamental essa parceria, pois nosso apoio consiste em preparar alunos, pais e professores para lidar com essa realidade. Então, essa parceria é nossa maior força, no objetivo de incluí-los na rede regular”.

Carla Menezes, presidente da Associação Educacional Sons do Silêncio (Aesos), explicou que a parceria com a Prefeitura tem sido fundamental para as ações envolvendo crianças, adolescentes e adultos surdos e com outras deficiências. “Hoje atendemos em torno de 280 pessoas e esse apoio municipal tem sido extremamente importante. Sem ele, as crianças não teriam o atendimento oferecido hoje, como terapia ocupacional, apoio pedagógico, oficina de esportes e lazer. Como instituição, mantemos uma escola de surdos, além de desenvolver atendimento educacional especializado, em parceria com o município, que disponibiliza professores”, relatou.

“Dessa forma, prestamos uma Educação inclusiva, onde elas convivem com colegas de mesma idade, mesma série, mas, pelo fato delas terem uma necessidade especial elas têm esse complemento nestas instituições, com professores especializados, numa simbiose que todos ganham: a Prefeitura por poder atendê-los, as instituições pela garantia de um suporte financeiro que garante sua sobrevivência, que garante sua capacidade de atendimento, e as crianças, como alvo principal deste trabalho, e a prioridade destas ações. A renovação é feita anualmente, com acompanhamento e fiscalização para verificar quem está dando verdadeiro resultado “, declarou Marcelo Oliveira.

Vistoria – Ainda nesta manhã, o prefeito vistoriou o andamento das obras da primeira unidade de ensino da capital voltada para crianças com autismo. A Escola Municipal do Curralinho e a nova sede da Associação dos Amigos do Autista (AMA -BA) tem parceria com o governo federal, e está localizada na Rua Granja Marazul, 1, na Estrada do Curralinho, na Boca do Rio.

Sobre a obra, que já está 20% concluída, embora ainda em etapa de fundação e tem prazo para conclusão em junho do ano que vem, o prefeito lembrou que a unidade tem previsão de iniciar as matrículas ainda no segundo semestre de 2023. “Esta unidade terá 20 salas climatizadas, auditório, quadra poliesportiva e piscina coberta. Essa parceria com a AMA para construção deste espaço é inédita no Brasil. Aqui atenderemos cerca de mil crianças, que vão receber todo atendimento necessário. Será uma escola apta a receber essas crianças, com Educação específica, qualidade e muito amor”, informou Bruno Reis.

Com prazo de 18 meses para a conclusão das intervenções e investimento de R$12 milhões, a estrutura será construída em um terreno de 6,7 mil m² e reunirá 20 salas de aula, sala multiuso, acessibilidade total, 14 sanitários incluindo adaptações para PCD, refeitório, cozinha, despensa, lavanderia, diretoria, almoxarifado, piscina, quadra poliesportiva, vestiário, sala de professores e depósito para materiais, dentre outros equipamentos modernos para atender a comunidade escolar com todo conforto e segurança.

 

Foto: Enaldo Pinto