pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Alunos da rede municipal de ensino visitam o Teatro Vila Velha

10 de out de 2007 - dev

Jeferson Ribeiro

Numa viagem ao mundo da fantasia e dos sonhos, alunos da rede municipal de ensino assistiram na manhã de hoje (10) ao espetáculo “Rerembelde”, no Teatro Vila Velha. O evento é promovido pelo Projeto Vilerê, que comemora o Mês das Crianças com uma programação especial através de uma parceria com Secretaria Municipal de Educação e Cultura que tem um papel fundamental no desenvolvimento crítico e reflexivo dos estudantes, no apreciar e fazer teatro.

Os alunos das escolas Municipal de Pau da Lima, Rômulo Galvão, Municipal de Mussurunga e Barbosa Romeo ficaram entusiasmados com as aventuras do menino Lucas e de sua turma, que tenta convencer seus pais a levá-lo ao mundo mágico de Rerembelde, onde tudo é feito de chocolate e sua amiga Aninha o espera. A peça idealiza a realização dos sonhos e como esses são importantes na construção da criatividade e no lúdico para a criançada.

Muitos dos presentes se identificaram com Lucas e com as trapalhadas realizadas por ele, como Anderson Costa, 10 anos, e Raí de Oliveira, 9 anos, alunos da Municipal de Mussurunga. “Nós temos muitos sonhos, e como ele mostrou, se acreditar, eles se realizam”, afirmou Raí.

O espetáculo é uma montagem da Companhia de Teatro dos Novos. Os alunos viram a exposição da Coelba montada no foyer e participaram de atividades artístico-educativas com educadores do teatro. A parceria do Vila Velha com a SMEC já rende frutos para a arte baiana, como a Companhia Novos Novos, que tem em sua formação alunos da rede municipal de ensino que despertaram o interesse pela teatralidade após a visita ao projeto.

O projeto existe desde 2005, tendo como foco ao estímulo à formação de platéias infanto-juvenis. Para a coordenadora do projeto, Débora Landim, essa iniciativa do teatro “é uma possibilidade em despertar o gosto pela a arte e pela interação com a cultura, investindo nestas crianças. A arte vem a somar na educação formal. Essa deve ser uma política pública apoiada pelas instituições privadas e organizações não governamentais, pois é capaz de ampliar o leque de conhecimento e oportunidades”, frisou.