OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Alunos emocionam e divertem público em peça sobre arte circense

18 de nov de 2011 - dev

“O teatro é tão incrível que mudou a minha vida. Eu era tímida e nunca me imaginei em cima de um palco. Hoje, eu tenho facilidade de me relacionar com outras pessoas, apresentar trabalhos em sala de aula e me concentrar”, explica Milena Lima, de 14 anos, do Grupo Olgart, da Escola Municipal Olga Figueiredo de Azevedo, que junto com outros 67 colegas, apresentou o espetáculo “O Maravilhoso Circo da Alegria!?”, nesta sexta-feira (18), no Cine Teatro Solar Boa Vista, no Engenho Velho de Brotas.

A plateia se emocionou e deu boas gargalhadas com a peça, que trouxe para o palco palhaços, bailarinas, malabarista, ilusionista e equilibrista. Os alunos passaram o ano todo ensaiando e contaram com o apoio de todos os professores, colegas e da gestora Gilzelia Freire, que chorou de alegria no final. “O espetáculo não pode parar”, lembra a diretora.

“A arte é transformadora. Tem adolescentes no grupo que tinham problemas com drogas e no aprendizado. Na escola eles encontraram apoio e foram acolhidos. Hoje, eles são ótimos alunos”, conta a professora Rita Leone, que foi bastante aplaudida pelos pequenos artistas quando a cortina se fechou.

O espetáculo mistura dança, teatro e músicas ao vivo. “Sempre tive vontade de participar do grupo, eu adoro dançar e me divertir. Já aprendi a tocar alguns instrumentos e quero seguir essa carreira. Nasci para ser ator”, diz o palhaço Nadson Cavalcanti, de 15 anos. A trupe mágica dos alunos se despediu com a música de Caetano Veloso: “É hoje o dia da alegria. E a tristeza, nem pode pensar em chegar”, animando o público.

História da peça: Numa cidade altamente modernizada e cheia de recursos tecnológicos, uma tradicional trupe de artistas de Circo tenta manter seus espetáculos apesar das enormes dificuldades financeiras e da falta de apoio da administração pública. A direção, coreografias e trilha sonora ficaram por conta dos professores Rita Leone e Luciano Veiga.