pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Alunos viram agentes multiplicadores no combate à dengue

06 de jun de 2013 - dev

Mobilização foi a palavra de ordem desta quinta-feira (06) na rede municipal de Salvador. Mais de 100 mil alunos participam do Dia de Prevenção e Controle da Dengue nas Escolas, lançado oficialmente na Escola Municipal Zulmira Torres (Nordeste de Amaralina), com a presença do prefeito ACM Neto e dos secretários estadual da Saúde, Jorge Solla, e municipais da Educação e Saúde, João Carlos Bacelar e José Antônio Rodrigues.

A programação foi aberta com a apresentação da peça do grupo de teatro da escola sobre o tema, que mostrou de forma lúdica e musicada as formas de combate ao mosquito e a importância da participação da sociedade na luta contra a doença. “Desde 2009 a nossa escola trabalha com o combate à dengue. Participamos do projeto Agentes Mirins e montamos a peça Dengo: a batalha e hoje estamos muito felizes por mais esta iniciativa. Tenham certeza que abraçaremos todas”, agradeceu Rosana Chang, gestora da unidade.

“Eu hoje vou falar primeiro como pai, depois como prefeito. Minha filha de seis anos, quando aprende alguma coisa na escola, chega em casa me ensinando. As crianças têm uma capacidade enorme de ensinar a seus pais, de transmitir conhecimento, por isso a importância dessa ação nas escolas, que reforça o papel de multiplicador que essas crianças desempenham muito bem”, comemorou o prefeito.

Em seu discurso, Bacelar falou sobre o papel transformador da Educação e da importância da parceria com a Saúde. “A educação é o grande instrumento de mudança. A partir de hoje teremos 100 mil monitores reforçando o combate à dengue na cidade. É unindo educação com saúde que vamos construir uma nova sociedade e a cidade que queremos”, disse.

Para o secretário municipal da Saúde, José Antonio Rodrigues, utilizar as crianças no combate à dengue é de extrema importância. “Nenhuma ação somente técnica surtirá efeito se não conseguirmos sensibilizar a população e são ações como esta que fazem este papel”, destacou. “Apesar de estarmos registrando um número muito maior de casos este ano, não podemos relaxar, principalmente agora que foi descoberto o tipo 4 da doença. Por isso a importância desta ação, afinal, é por meio da escola que vamos mudar as atitudes”, alertou Jorge Solla, secretário estadual da Saúde.

O PROGRAMA – A ação, iniciativa da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), em parceria com a Secretaria da Educação (SEC) e a prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SMED), já alcançou 400 mil estudantes de 20 cidades. O programa leva às unidades de ensino material informativo e atividades artísticas e culturais, visando ensinar aos jovens como prevenir a dengue.

Nas escolas integradas ao programa as crianças recebem revistas em quadrinhos da Turma do Xaxado, além de cartazes e panfletos com dicas de como acabar com os focos do mosquito, e assistem a palestras e aulas sobre o assunto.

Inicialmente, o público alvo é formado por alunos do ensino fundamental I e II, buscando a adesão dos estudantes para que se familiarizem com o tema e percebam a necessidade de fiscalizar suas casas, bem como alertar os adultos um posicionamento atuante e responsável frente ao controle da dengue. A meta é atingir 40 municípios que possuem maior risco de epidemia.