OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Após o Carnaval mais uma escola será reconstruída, agora é a vez do CMEI Luís Eduardo Magalhães.

28 de fev de 2020 - Publicidade

 

A folia do Carnaval mal terminou e a Prefeitura Municipal de Salvador (PMS) com a Secretaria Municipal da Educação (Smed) já assinaram nesta quinta feira (27) mais uma ordem de serviço para reconstrução do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Luís Eduardo Magalhães, em Cosme de Farias. A nova escola vai beneficiar a comunidade local com a ampliação da capacidade de vagas, passando de 140 para 200.

A obra com investimentos de R$ 3,32 milhões dará lugar a um prédio moderno, com 1.282 m² de área construída, oito salas de aulas climatizadas, refeitório, área de recreio coberta e descoberta, parque infantil, minicampo de futebol, sala multiuso e acessibilidade com elevador. Outros espaços projetados são: acolhimento, diretoria, secretaria, coordenação, sala de professores, copa, depósito de material didático, cozinha, depósito de merenda, lavanderia, área de serviço, estacionamento, quatro sanitários de alunos, dois sanitários PCD, entre outros. Durante o andamento das obras, o Cmei está funcionando em um prédio alugado.

“Eu sei do compromisso do Prefeito ACM Neto, do vice-prefeito Bruno Reis e do compromisso da Educação, por isso ele fez questão de nesse dia de hoje, mesmo depois de tantos dias do Carnaval, estarmos aqui para honrar o compromisso com essa comunidade. Aqui as crianças vão estudar em tempo integral com cinco refeições diárias, com uma infraestrutura digna fazendo de Salvador a capital que mais avança no Brasil em educação”, destacou o secretário da Educação Municipal, Bruno Barral.

O vice-prefeito Bruno Reis cobrou da construtora a redução no prazo de conclusão das obras do novo CMEI, que está previsto para 14 meses. “Até dezembro deste ano vamos inaugurar este CMEI, esse é um compromisso que estou assumindo com a comunidade, quero essa obra pronta em 10 meses. Vamos definitivamente abolir na cidade de Salvador as escolas de pré-moldado, que cumpriram seu papel no passado, mas, hoje, essas estruturas estão ultrapassadas”, disse Bruno Reis, antes de iniciar a demolição do prédio antigo.

Osana Gonçalves do Nascimento, 47, trabalha na área de Serviços Gerais há 22 anos na unidade, estava emocionada com a nova obra na escola. “Estou emocionada, pois depois de muitos anos ver essa escola sendo demolida me dá uma dor no coração, mas ao mesmo tempo me sinto feliz por saber que ela vai ser reconstruída e vai trazer mais conforto e espaço para nossas crianças, pois aqui quando chovia alagava tudo e a gente ficava sem aula, então estou contente com o trabalho da Prefeitura, se é para o bem das crianças que seja demolida para dar lugar a outra bem melhor.

Quem também estava radiante com a nova obra foi à dona Célia Joaquina Amorim, ela tem um neto que estuda na unidade. “Se for para melhorar a educação deles eu estou gostando muito, meu neto estuda aqui desde o ano passado e essa escola estava precisando mesmo de uma reforma, a ação da Prefeitura é excelente”.

Essa é mais uma etapa do trabalho de renovação e modernização do conjunto de escolas municipais de Salvador, que vem ocorrendo desde 2013 e já alcançou 241 unidades escolares. Nessa fase, que teve início no dia 20 com a demolição do Cmei Semente do Amanhã (IAPI), serão investidos, mais de R$ 30 milhões destinados à demolição e reconstrução de oito unidades escolares e também à construção de uma nova pré-escola no Jardim das Margaridas. As obras gerarão quase 1.700 novas vagas, principalmente para a Educação Infantil.

Foto: André Carvalho/PMS/SMED

_DSC5873
_DSC5890
_DSC5945
_DSC5976