OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

Bullying é tema de palestra na Escola Municipal Batista de Valéria

19 de ago de 2018 - Jornalismo

Alunos da Escola Municipal Batista de Valéria assistiram, na sexta-feira (17), à palestra contra o bullying, ministrada pelo advogado e professor Heron Xavier de Oliveira Junior, que quando criança sofreu esse tipo de assédio e hoje ajuda outras pessoas de forma voluntária sobre como enfrentar esse problema.

Durante a palestra, Heron Xavier deu dicas de como se proteger do bullying, termo utilizado para críticas maldosas, brincadeiras humilhantes e violentas, praticadas em ambientes escolares. Segundo ele, tomar providências contra esses atos de agressão verbal e física é o melhor caminho para evitar traumas futuros. “Tenho feito esse trabalho de combate ao bullying dentro das escolas, pois esse problema gera muitos transtornos, não só na infância como na vida adulta”.

O advogado e professor enfatizou ainda que alguns comportamentos podem ser automaticamente identificados. “Pais e professores devem ficar atentos caso a criança demonstre não querer mais frequentar as aulas, pedir para mudar de turma ou de escola, ou caso haja queda no rendimento escolar, dentre outros. Por isso, a orientação é essencial para que essas crianças não sejam alvos fáceis. Outro ponto importante é que os adultos permitam que as crianças expressem o que estão sentindo, dando apoio e a acolhendo, e acima de tudo, valorizando suas qualidades e demonstrando que elas não são culpadas pelas agressões que possam estar sofrendo”, disse.

De acordo com Kátia Silene Brito Bouças Freitas, gestora da escola, o objetivo de trazer esse tema exclusivamente para a turma do 5º ano é preparar esses estudantes para a nova etapa escolar. “Essa turma é composta por 25 crianças e nós sentimos a necessidade de preparar o aluno que está saindo da escola para que ele seja fortalecido mediante os novos desafios que poderão aparecer, inclusive, numa nova unidade de ensino”, detalha.

Segundo ela, a iniciativa partiu da agente de educação Rebeca Lima dos Santos, preocupada com as boas ações dos alunos e a consciência dos mesmos. “Trouxemos para a sala de aula atividades que foram realizadas de forma lúdica e prática, para que eles entendam o que vão levar de bom e de ruim para vida deles”.

A aluna Paola Mirela dos Santos Luz, de 11 anos, sentenciou: “Fico muito triste com esse tipo de coisa. Não gosto de ser chamada de baixinha. Agora sei que eu não preciso me sentir mal com isso, já que quem faz esse tipo de coisa que deve se envergonhar”.

A palestra foi encerrada com a apresentação de um lindo coral formado pelos alunos da instituição e a música escolhida foi “Trem Bala”, composta pela cantora Ana Vilela, que fala de amor e fraternidade.

Fotos: André Carvalho/Ascom/Smed/PMS