pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Professores são capacitados em tênis e rúgbi

18 de mar de 2016 - Jornalismo

As quadras  de esportes das escolas municipais Pituaçu e Teresa Cristina (em Piatã) foram ocupadas, nesta sexta-feira, 18, por  52 professores de educação física das redes municipal e estadual de ensino de Salvador.

O engajamento  foi motivado pelo Transforma, programa de educação da Rio 2016  que tem por objetivo levar  valores olímpicos e paralímpicos para dentro da sala de aula.

Segundo Taise Longuinho, assessora técnica  da Secretaria Municipal de Educação (Smed), as aulas de tênis e rúgbi ministradas durante o curso de formação permitem a professores e alunos o acesso a novas modalidade esportivas. “Por meio deste curso, os  professores serão multiplicadores”, explicou.

Com apoio da Dow Brasil, parceira oficial dos Jogos Olímpico 2016,  o curso  foi oferecido  pelas confederações brasileiras de tênis e rúgbi.

A gerente de  comunicação da Dow, Daniela Verhine, disse  que  a ideia do projeto é  transmitir  valores e capacitar  professores e  coordenadores pedagógicos.

“Além dos educadores, iremos capacitar 500 alunos das redes de ensino para somar com este projeto”, completou Daniela.

Formação

Os professores de educação física  tiveram aula de  rúgbi  (esporte coletivo de intenso contato físico) com  a representante  da confederação brasileira, Débora Ciarla, 28 anos, nos períodos matutino e vespertino.

Ciarla contou que o esporte, além de ser  uma  novidade para educadores e crianças, tem como  diferencial  não exigir um biótipo específico para praticá-lo.

“É um esporte que agrega todas as pessoas, e tenho certeza de que, pelo desempenho dos professores,  muitos vão conseguir transmitir este conhecimento para os alunos”, disse.

A professora  de edução fisica  Hélia Borges, 37 anos, que  leciona na  Escola Municipal Dejair Maria Pinheiro, em Madre de Deus, afirmou que o curso promovido pelo  programa de educação da Rio 2016 acrescenta bastante no currículo. “É importante para nossa formação e tenho certeza de que os alunos vão se sentir parte dos Jogos Olímpicos”, destacou.

Quem também participou foi a  coordenadora socioesportiva do Transforma, Dôra Castanheira, 56 anos. Ela falou sobre três características  importantes que são trabalhados durante as atividades: engajamento, transmissão de valores e respeito à diversidade.

“Este programa é uma oportunidade para os educadores ampliarem o  cardápio esportivo na escola”, frisou a ex-atleta mineira.

Para o professor de educação física Márcio Andrade, 40 anos, o curso de formação serve como estratégia pedagógica. “É uma forma criativa de aprender e ensinar”, observou.