Escola Municipal Padre José de Anchieta inaugura nova biblioteca

14 de ago de 2019 - Jornalismo

“Esperamos que eles criem o desejo de ler e desenvolver o aspecto maravilhoso da vida que é o despertar pela leitura. Que eles sintam sempre o desejo de ter um livro como um amigo”. Foi com essa frase que a professora Jaqueline Souza Santos descreveu a importância da inauguração da nova biblioteca da Escola Municipal José de Anchieta, situada na Federação (GRE Orla), na terça-feira (6).

A biblioteca, que ganhou o nome do grande escritor Vinícius de Moraes, foi uma ideia que surgiu em conjunto, com envolvimento da diretora Raquel Maria do Nascimento e das professoras Daniela Mendoza e Jaqueline Souza Santos. Elas sentiram a necessidade em ter um espaço propício e ambientado para que as crianças se dedicassem a leitura com mais interesse nos livros.

“O nosso objetivo é o de incentivar a leitura nos alunos e juntas idealizamos esse projeto, um espaço maravilhoso para que as crianças possam aproveitar esse momento e ampliar melhorar a leitura”, explicou a diretora Raquel Nascimento. Com espaço totalmente ambientado, com muitos livros, tatames e brinquedos, a nova biblioteca vai poder atender os 378 alunos da escola.

De acordo com a professora Daniela Mendoza, o espaço vai poder acolher os alunos trazendo eles para um novo ambiente onde se sintam mais confortáveis. “A leitura já vem sendo trabalhada na escola com rodas de diálogos e contação de histórias nas salas de aulas. Essa foi uma motivação grande para que eles desfrutassem de um espaço mais confortável e mais prazeroso e assim pudessem ampliar o repertório de leitura”.

A biblioteca vai funcionar além de sala de leitura, como espaço para oficinas de musicais, teatro, dança e tudo que possa trazer para os estudantes interação e conhecimento. “A gente observou que a escola sempre buscou um espaço em que as crianças pudessem desfrutar realmente da leitura e de ouras atividades, onde eles pudessem sentir o prazer de estarem em um lugar e pegar um livro e se deliciar com aquelas palavras e imagens que o livro pode ofertar”, finalizou a professora Jaqueline Souza Santos.