Escola Municipal Santo Antônio das Malvinas realiza 2ª edição do “The Voice Escolar”

04 de nov de 2019 - Publicidade

Expectativa, ansiedade, medo e euforia, uma mistura de sentimentos era percebida nas crianças que estavam participando da audição às cegas na segunda edição do The Voice Escolar da Escola Municipal Santo Antônio das Malvinas (GRE-Subúrbio I). A seleção realizada na manhã da última quinta-feira (24) teve como objetivo incentivar os alunos através da música, motivando-os para transformar o ambiente escolar em um local mais agradável.

Nesta segunda edição ganharam: Amanda Vitória Santos Brito 10, quarto ano, o aluno Kauã Souza da Silva 11, do quinto ano e Bianca Dias Andrade 10, quarto ano (1º, 2º e 3º lugar respectivamente). O primeiro lugar recebeu troféu do evento, uma caixa de som e certificado, o segundo e terceiro uma medalha, uma caixa de som e certificado. Os demais participantes ganharam um certificado de participação. A primeira colocada Amanda Vitoria, muito eufórica não escondia o nervosismo. “Estou muito alegre, nervosa, mas ensaiei muito para chegar até aqui, valeu a pena todo esforço”, contou.

“Este evento era um sonho meu e se estendeu para toda a equipe que abraçou a ideia prontamente se empenhando para que acontecesse e com isso queremos que nossos estudantes se sintam em casa, tornando o espaço escolar prazeroso, que eles consigam ser mais concentrados nos estudos, que tenham vontade de vim para a escola com entusiasmo”, destacou a diretora Sheila Azevedo Silva.

De acordo com a diretora, todos os professores estiveram envolvidos no processo de escolha das músicas que iriam ser apresentadas pelos participantes, dando a eles a possibilidade de conhecer outros estilos musicais e terem cuidado na decisão do repertório, que não tivesse cunho negativo ou denegrisse a imagem da mulher e não fizessem apologia ao uso de drogas e à violência.

“Não foi uma etapa fácil, pois cada estudante já tem um gosto, um ouvido para música e a maioria gosta de Pagode e MC’s e a agente deu um toque, uma influência a mais para que eles conhecessem outros estilos através de pesquisas realizadas em sala de aula, pois seguimos as orientações conforme a Lei Municipal 9.472/2019, sancionada pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, que proíbe a veiculação nas escolas e creches municipais de músicas que desvalorizem, incentivem a violência ou exponham mulheres à situação de constrangimento e falam sobre drogas”, disse Sheila.

Mais de trinta e dois alunos inscritos na seleção e durante três meses todos foram submetidos aos ensaios que serviram de etapas de eliminação para a classificação das fases do evento, os próprios professores estiveram à frente na escolha dos que seguiriam nas audições, os critérios escolhidos para julgar foram vários como: A forma que entravam na música, a pronúncia certa e o ritmo. Através desses critérios, 12 participantes conseguiram chegar à grande final.

Na última audição às cegas, três artistas da comunidade foram convidados para julgar os candidatos, cada um pôde escolher dois participantes, ficando seis para a grande final, estes se apresentaram novamente para receber a pontuação e finalmente a classificação do primeiro, segundo e terceiro lugar.

No intervalo das apresentações, a plateia conferiu o talento da ganhadora do ano passado, Yasmim Santos Nunes, 10, que cantou lindamente para o público. Os presentes também foram agraciados com a apresentação da cantora Lírica e jurada do evento Brenda Cruz que falou da experiência que teve quando criança. “Eu comecei minha carreira com essa idade e sei como é difícil se concentrar e não ter vergonha de se apresentar para tanta gente, mas mostraram o melhor de cada uma” completou.

_DSC9757
_DSC9761
_DSC9767
_DSC9783
WhatsApp Image 2019-10-25 at 13.48.31
WhatsApp Image 2019-10-25 at 13.52.03