OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Escolab Boca do Rio recebe projeto Multiplicador de Educação Ambiental

26 de jul de 2018 - Jornalismo

O Parque Social, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Smed) e a Gerência Regional de Educação (GRE) de Itapuã, realizou, na manhã desta quarta-feira (25), evento para apresentação e implantação do Projeto Multiplicador de Educação Ambiental na Escolab da Boca do Rio. Direcionado, principalmente, a jovens educadores entre 14 e 26 anos, o projeto objetiva formar agentes multiplicadores para atuar na promoção de mudanças de hábitos, atitudes e valores em prol da melhoria da qualidade de vida da comunidade onde vivem.

De acordo com a gerente de projetos do Parque Social, Lareyne Almeida, trazer essa conscientização ao ambiente escolar desperta cada vez mais cedo a conscientização ambiental. “O nosso objetivo é capacitar esses jovens para que eles se sintam sensibilizados e mobilizados para a temática ambiental, pois o jovem consciente de hoje é o adulto e o chefe de família que vai cuidar do meio ambiente para todos. Esperamos com esse projeto que eles se disponham a serem agentes de divulgação e de sensibilização no seu bairro, na sua escola e na sua cidade. Essa parceria com as unidades escolares da Secretaria Municipal de Educação só vem a fortalecer esse projeto”.

As comunidades que serão atendidas pelo projeto serão as da Boca do Rio; Mata Escura; São Caetano; Sussuarana e Federação. “As Prefeituras-Bairro e a Smed, através das GREs, apoiam, desenvolvem e incentivam os programas que venham a aproximar a comunidade e a escola. Esse projeto que o Parque Social desenvolve tem esse viés. Espero que a gente consiga realizar aqui um trabalho de conscientização e de aproveitamento, formando pessoas conscientes para cuidar de sua escola e de sua cidade”, salientou o gerente Regional de Itapuã, Gustavo Ferreira de Oliveira.

O diferencial do projeto consiste em promover conhecimento teórico e prático sobre o reaproveitamento e reciclagem de resíduos (lixo); realizar ações multiplicadoras em espaços públicos que venham a promover a conscientização de novos valores e atitudes em relação à preservação do meio ambiente; conhecer órgãos públicos e privados que desenvolvem ações e programas visando a melhoria da qualidade de vida através de práticas inovadoras e sustentáveis, entre outras ações.

A estudante Aline Brandão de Oliveira, de 21 anos, estudante do segundo ano do Ensino Médio, ficou empolgada com o projeto e já pensa como fazer para ajudar a melhorar o meio ambiente. “Estou muito animada, vou procurar entender mais sobre a educação ambiental, os cuidados que nós temos que ter, que nem todo mundo tem, e tentar desenvolver algum projeto para ajudar o meio ambiente da melhor forma”, afirmou.

O pré-requisito para os adolescentes se inscreverem no projeto é estar estudando no ensino fundamental II ou do ensino médio pela rede pública; residir nas comunidades atendidas; ter disponibilidade para cumprir a carga horária mínima do projeto, equivalente a 75% das atividades. A capacitação ocorre durante cinco meses, duas vezes por semana nos turnos matutino e vespertino (no contra-turno de cada estudante), com turmas de 30 participantes.

A carga horária total é de 128 horas, sendo 98 horas de aulas teóricas, 20 horas práticas e 10 horas com ações complementares. Os jovens que mais se destacarem durante a capacitação terão seus currículos encaminhados para o banco do Grupo Solví (Revita), um dos parceiros do projeto.

As inscrições podem ser feitas através do site do Parque Social ou presencialmente na sede da Prefeitura-Bairro perto de onde o jovem reside. No evento de encerramento, os participantes receberão um botom de identificação como Agente Multiplicador de Educação Ambiental.