OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Estudantes lançam livros infantis

16 de mar de 2009 - dev

Os alunos da Escola Municipal Vila Vicentina, Mateus Alves, Samara Ferreira e Luís Santos, de apenas 10 anos, escreveram seus primeiros livros infantis lançados na última sexta-feira (13) para a Rede Municipal de Ensino (RME), com uma tarde de autógrafos.

A ação foi promovida pela Secretaria Municipal da Educação e Cultura (SMEC) em parceria com editora SegLivros, que realizou a publicação das obras. “Parabenizo a SMEC pelo apoio e incentivo que é oferecido aos estudantes da rede. Tenho certeza de que esse é o caminho para que a realidade social deste país mude, pois a leitura abre portas para o mundo”, diz o proprietário da editora, Severino Martins.

As obras são frutos do projeto pedagógico Biblioteca Viva realizado na unidade escolar no ano de 2008 com a participação dos estudantes do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental. O objetivo é incentivar o hábito da leitura e estimular o processo criativo.

A professora responsável pelo desenvolvimento do projeto, Elza Dantas, conta que desde o início percebeu que com a novidade os alunos demonstraram interesse e desenvolveram rapidamente o gosto pela leitura. “Eles mostraram ter uma grande capacidade e que só precisavam de oportunidades. Estou orgulhosa em ver o resultado e ver que pude ajudar essas crianças”, declara.

A Princesa e o Gambá, O Pássaro de Fogo e A Espada Mágica e o Rei são os títulos das obras produzidas pelos pequenos escritores da Vila Vicentina que afirmam que este é só o começo para a produção de vários outros livros. “Com essa nossa realização conseguimos provar que somos de escola pública e temos também muito potencial. Como agora sei que tenho capacidade, quando crescer serei jogador de futebol e com certeza escritor”, explica Luís, autor de A Espada Mágica e o Rei, que aproveita o momento para revelar que já escreveu outro livro denominado “O tigre e o gato”.

De acordo com o coordenador pedagógico da SMEC, Manoel Calazans, a realização deste trabalho vem mais uma vez provar que é possível uma escola pública de qualidade e também reforçar a importância da leitura. “O livro é um mundo que precisa ser explorado por todos os nossos alunos a fim de que eles se tornem mais capacitados e concretizem seus sonhos”, afirma.