Evento em Pau da Lima mostra Programa Agente da Educação para a comunidade

10 de Maio de 2017 - Publicidade

Coral do 5º ano da Escola Municipal Roberto Correia apresenta-se sob a regência da professora de artes Silmaria das Neves.

Ao som de “Minha linda morena”, de Mc Pedrinho, “Esperando na janela”, de Gilberto Gil, e um pot-pourri das músicas “Nosso santo bateu”, de Matheus e Kauan, “Você”, de Tim Maia, e “O doce”, de Ivete Sangalo, o coral formado pelos alunos do 5º ano da Escola Municipal Roberto Correia, de Pau da Lima, deu as boas vindas aos participantes do evento de apresentação do Programa Agente da Educação à comunidade dos bairros ligados à Gerência Regional de Pirajá. Realizado no Espaço Axé, na terça-feira, 9 de maio, o evento reuniu pais e mães de alunos, lideranças locais, professores,  alunos das escolas municipais Roberto Correia e Sociedade Fraternal, e representantes do Parque Social, da Prefeitura Bairro de Pau da Lima e da Coordenadoria de Saúde daquela região. Além do coral, regido pela professora de música da rede municipal, Simaria das Neves, os alunos do 3º ano da escola apresentaram uma esquete representando a ação dos agentes e fizeram uma acolhida, com a entrega de um cartão aos presentes.

Coordenado pelo Parque Social, o Agente da Educação é resultado de uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Smed). Trata-se de um programa voltado à aproximação entre família, escola e comunidade, e que tem dado importantes resultados na redução do abandono escolar. Criado em 2015, o trabalho conta atualmente com 308 agentes: estudantes de pedagogia que moram em um raio de até 1,5 km da escola onde atuam – uma proximidade com a comunidade importante na atuação e nos resultados. “Os agentes acompanham a vida escolar dos alunos: a frequência, o desempenho e o relacionamento na escola”, explica Rosário Magalhães, presidente do Parque Social. “Sempre que necessário, vão até a casa onde a criança mora e atuam junto com a família. Fazem planos de estudos e demais encaminhamentos essenciais a cada caso”.

Alunos entregam cartões de boas vindas aos participantes.

Um dos resultados do trabalho é a redução do índice de evasão escolar. “Temos registrado importantes progressos, graças ao trabalho e à dedicação dos nossos agentes, bem como a gestão competente realizada pelo Parque Social”, diz Rafaella Pondé, subsecretária da Smed. Entre 2012 e 2017, a taxa de abandono escolar no Ensino Fundamental de Salvador caiu cerca de 60%.

Membros da mesa recebem quadros feitos pelos alunos.

MESA_ Além de Rosária Magalhães e Rafaella Pondé, fizeram parte da mesa o representante da Polícia Militar, Major Mesquita, o gerente Regional de Educação de Pirajá, Fábio da Mata, a presidente do Monte Tabor, D. Laura Ziller, a diretora pedagógica da Smed, Joelice Braga, a diretora do Parque Social, Sandra Paranhos, o coordenador de Saúde de Pau da Lima, Marcelo Tavares, e o coordenador da Prefeitura Bairro, Jean Sacramento.

Agentes da Educação da Regional Pirajá com a subsecretária da Smed, Rafaella Pondé.