pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Família e escola devem se unir em prol da paz

27 de Maio de 2009 - dev

Debater e promover uma análise sobre as causas dos altos índices de violência no mundo e a importância da escola, do professor e da família na formação de cidadãos. Este foi o objetivo da sétima edição do Educação em Pauta, realizado nesta quarta-feira (27), na Faculdade Visconde de Cairu, com palestra do assistente jurídico da 1ª vara da Infância e Juventude, Marcel Mariano.

O evento, promovido pela Secretaria Municipal da Educação e Cultura (SMEC) reuniu aproximadamente 300 gestores, coordenadores regionais e pedagógicos e professores que ouviram uma análise emocionante sobre o tema Violência nas Escolas. “Devemos fazer uma avaliação da criatura humana. É muito comum atribuir a causa à miséria. Mas se pararmos para observar, vemos que a base é a instituição familiar. Existem pessoas que passam fome, mas não esquecem os princípios. E, no oposto, vemos políticos, que sempre tiverem comida na mesa e as melhores oportunidades, cometendo crimes”, diz.

Ainda segundo Mariano, escola e família devem se unir em prol da paz. “É preciso que os pais estejam atentos ao comportamento dos filhos e não deleguem ao professor a responsabilidade de educar”, declara. Sobre o combate à violência afirma: “Quando me perguntam se eu sou contra a violência, eu sempre digo que não. Eu sou a favor da paz. Porque quando somos contra alguma coisa nós gastamos muita energia nisso. Nós podemos viver num mundo melhor. Posso estar sonhando, mas não estou sozinho”.

Para Mariano, discussões dessa natureza devem sempre envolver professores porque “o educador é um formador de opinião que pode orientar na formação de cidadãos conscientes e determinados em promover a paz”.

O secretário municipal da Educação e Cultura, Carlos Ribeiro Soares, também esteve presente no encontro e destacou que é preciso a participação de toda sociedade para promoção da cultura da paz e consequente redução da violência na cidade, no estado e também no país. “Vamos contribuir significativamente para a reversão do quadro de violência na unidade escolar e entorno, por isso precisamos da participação de todos para que esse trabalho aconteça em plenitude”, afirma o secretário.

De acordo com a professora Mônica Dourado, o encontro possibilitou uma reflexão sobre o que cada educador pode desenvolver para ajudar a reduzir os casos de violência em sala de aula. “Nós temos como ajudar a criar a cultura da paz e vamos buscar o apoio da família para que estabeleçam em casa um relacionamento saudável e limites para seus filhos”, afirma.