pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

FGM pretende revitalizar a Ladeira da Montanha

20 de jan de 2009 - dev

Democratização da cultura, revitalização de espaços degradados da cidade e geração de renda a partir das indústrias criativas foram as palavras de ordem na posse do novo presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Antônio Lins de Albuquerque, na manhã de hoje (dia 19), no Centro Cultural da Câmara Municipal, localizado no subsolo do Palácio Thomé de Souza. Após a assinatura do termo de posse, o novo presidente anunciou que entre as ações previstas para os próximos quatro anos destaca-se a revitalização da Ladeira da Montanha, com a construção do Teatro Municipal do Salvador.

Na ocasião, o prefeito João Henrique anunciou que vai realizar vários estudos, principalmente junto à população, para que a revitalização da Ladeira da Montanha não tenha os mesmos transtornos ocorridos com a revitalização do Pelourinho. “Vamos nos apoiar na experiência administrativa e trabalhar de forma transversal para que não haja na Montanha as mesmas queixas que houve na restauração do Pelourinho”, alerta o prefeito, ressaltando que a Prefeitura vai buscar parcerias com outras esferas governamentais e com instituições privadas (PPP) para fomentar o desenvolvimento cultural da cidade.

João Henrique explica que é preciso buscar essas parcerias porque o município do Salvador não dispõe de recursos suficientes para realizar todas as ações importantes para a democratização da cultura. “Salvador não se preparou para ser uma cidade auto-suficiente, mas vamos levar as manifestações culturais aos bairros populares, temos que democratizar e criar uma cidade mais participativa, onde todos tenham acesso à poesia, à literatura, à boa música, ao teatro e às diversas expressões artísticas”, afirmou.
Em seu discurso de posse, Antônio Lins de Albuquerque enfatizou que as ações da FGM devem gerar um processo de efervescência cultural na capital baiana, de modo que os cidadãos das classes menos favorecidas também tenham acesso às várias linguagens artísticas e possam se reconhecer na sua arte, transformando-a, inclusive, em fonte de renda. “A revitalização da Ladeira da Montanha e a construção do teatro municipal vão dinamizar toda aquela região; vamos também promover o desenvolvimento das indústrias criativas, possibilitando que a população amplie sua renda com a produção cultural”, destacou Albuquerque.

Também ressaltou que a FGM vai somar esforços e buscar parcerias para a realização de outros projetos, como a construção de uma pinacoteca, o desenvolvimento de uma biblioteca itinerante, resgatar o teatro amador, promover projetos de historicidade e a criação de módulos culturais nos bairros. “Faremos da cidade do Salvador um grande canteiro de obras multiculturais”, afirmou, e entusiasmado disse que “a FGM será a casa do fazer”.

Roda de capoeira, afoxé Filhos de Gandhy e o grupo de Samba de Roda Mirantes de Irará fizeram a animação da cerimônia de posse, que contou também com a presença do ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, do secretário de Cultura do governo do Estado, Márcio Meireles, além de artistas e intelectuais locais, como o cantor e compositor Gerônimo, eleito Rei Momo do Carnaval 2009, e João Jorge Amado. Os presentes à cerimônia depositaram confiança na capacidade do novo presidente da FGM de gerir a cultura. “É importante que se tenha um homem da cultura à frente da FGM”, destacou João Jorge Amado. “Penso que é uma escolha sensata, pois além de ser um intelectual, o presidente tem a sensibilidade artística e está cheio de gás”, completa o cantor Gerônimo.