pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Gestores dos CMEIs participam de seminário

18 de jul de 2008 - dev

Diretores dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) participaram na manhã de quinta-feira (17) do I Seminário Assertividade e Relacionamento Interpessoal, promovido pela Secretaria Municipal da Educação e Cultura (SMEC), em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e a Fundação de Assistência Sócio-educativa e Cultural (FASEC).

O encontro tem como objetivo ressaltar a importância das relações pessoais e interpessoais para o desenvolvimento dos centros de educação infantil e ainda estimular o auto-conhecimento.

No primeiro dia do seminário, que acontece também na sexta-feira (18), o palestrante Jorge Amaral, professor de relações interpessoais, ressaltou a importância do resgate às famílias através da verdadeira amizade e companheirismo.

Para a professora da UNEB Telma Góes, o resgate do conhecimento é importante pois possibilita que todos tenham uma bagagem de informações para se adequar em novos modelos, dinâmicas e formas de fazer educação. “É preciso buscar o estabelecimento de formas e modelos mais saudáveis de se relacionar com a equipe de trabalho e com o público, além de lidar eticamente com os conflitos que ocorrem nas relações interpessoais”, comenta.

Segundo a subcoordenadora da Coordenadoria de Apoio e Gerenciamento Escolar (CAGE), Kilza Rogaciano, o momento é propício para que os diretores façam uma reflexão sobre o ambiente escolar e a valorização do outro e de si mesmo. “A idéia é que todos se conheçam e entendam as reais dificuldades existentes nos ambientes escolares e, a partir daí, unidos, possam fazer com que alunos se sintam permanentemente em casa no momento em que estão nas creches”, explica.

A gestora da CMEI Nova Esperança, Noélia Calmon, afirma que a integração é necessária para, através de uma nova perspectiva, desconstruir e reconstruir um novo conceito de educação de acordo com as mudanças e imposições do novo modelo social, político e econômico: “É preciso fazer seus direitos e respeitar os direitos das pessoas, somos agentes de mudanças para deixar o Brasil melhor para os filhos dos nossos netos”.