pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Jogador pentacampeão do mundo visita escola municipal

13 de set de 2012 - dev

Alunos da Escola Municipal Padre Confa participaram, na manhã de hoje (13), de um bate-papo com o ex-jogador pentacampeão de futebol e embaixador de Salvador para a Copa de 2014, Edílson dos Santos. O encontro faz parte do projeto “A Copa vai à Escola”, uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secult) e o Escritório Municipal da Copa (Ecopa), que objetiva incentivar a prática de esportes entre as crianças.

Esta é a terceira edição do evento, que já contou com a participação do ex-goleiro do Vitória, o colombiano Viáfara, e do zagueiro e capitão do Bahia, Titi. “A nossa intenção é aproximar as crianças de seus ídolos para que elas percebam que essas pessoas são normais, seres humanos iguais a elas, e que é possível chegar onde eles chegaram através da dedicação ao esporte”, afirmou o coordenador de Esportes do Ecopa, Emerson Ferretti, que também já atuou como goleiro do Bahia e do Vitória.

Durante o bate-papo, o jogador Edílson surpreendeu as crianças mostrando a medalha de ouro conquistada pela seleção brasileira na Copa do Mundo de 2002. “Trouxe essa medalha para que vocês possam ver de perto, tocar, tirar foto. Gostaria que vocês conseguissem sentir-se campeões, da mesma forma como me senti naquele momento”, contou.

Edílson disse também esperar que seu exemplo possa ajudar as crianças a batalharem por seus sonhos. “Não somente o futebol, mas todo esporte é capaz de trazer coisas maravilhosas. O futebol transformou a minha vida e eu tenho certeza que o esporte pode transformar a vida de qualquer uma dessas crianças aqui presentes. A minha mensagem é para que se dediquem, batalhem, estudem e tenham muita disciplina, pois disciplina é fundamental em qualquer atividade”, completou.

SONHOS – A coordenadora do Programa Educação Esportiva da Secult, Ivone Portela, destacou a utilização do esporte como ferramenta pedagógica. “A história de vida desses atletas serve de incentivo para essas crianças. O que queremos é mostrar para elas a importância da prática esportiva e como o esporte pode ser um grande instrumento de transformação na vida delas”, considerou.

O pequeno Manoel Messias, de 11 anos, disse sonhar em se tornar um goleiro da seleção brasileira. “Achei muito legal ver o Edílson de perto, sou muito fã de futebol, mas o que eu quero mesmo é ser um goleiro da seleção”, disse. A mesma expectativa é dividida com Caian da Silva, também de 11 anos. “Também vou jogar na seleção, mas quero ser atacante”, completou.

Crédito da foto: Leah Lima – Secom/PMS