pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Jornal A Tarde – Edição de 11 de setembro – Festa reúne cinco mil recém-alfabetizados

11 de set de 2007 - dev

Numa cerimônia alegre e emocionante, cinco mil formandos do programa Salvador Cidade das Letras – Brasil Alfabetizado lotaram, ontem à noite, a Concha Acústica do Teatro Castro Alves para assistir à entrega dos certificados e ao show de Mariene Santiago e Armandinho. O músico tocou o Hino Nacional na guitarra baiana, acompanhado por um coro de vozes e de palmas, assistido pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, que, no início da tarde, ao som da Banda Didá, havia recebido o título de Cidadão de Salvador na Câmara Municipal dos Vereadores.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Ney Campello, a capital baiana bateu os recordes nacionais em número de inscritos (21.800) e de formandos (14 mil) no período 2006/2007. Mas, segundo ele, a meta é alcançar 60 mil inscritos e 56 mil formados para que Salvador obtenha o selo de Cidade Livre do Analfabetismo.

A evasão de 1/3 dos inscritos é explicada pelo secretário como um reflexo da idade dos alunos (82% têm mais de 32 anos), que nem sempre vinculam a formação à melhoria das condições de trabalho. A violência é outro fator que afasta os alunos, já que os cursos são noturnos. Campello credita os bons resultados à metodologia aplicada, com curso de duração de oito meses, dividido em três módulos, um de formação profissionalizante.

Por enquanto, a capital baiana tem um dos piores Índices de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb) do País, declarou Fernando Haddad, sendo campeão em evasão e repetência do País.

Este foi um dos motivos que fizeram com que a Bahia fosse o primeiro Estado onde ocorreu o lançamento regional do Programa de Desenvolvimento da Educação (PDE). Antes de receber o título de cidadão soteropolitano, o ministro anunciou a aplicação de R$ 14 milhões em escolas de Salvador, para estrutura física e aperfeiçoamento pedagógico.

METAS – A equipe de Haddad, formada pelos secretários de Educação, Alfabetização e Diversidade, André Lázaro, e de Educação Básica, Maria do Pilar, manteve reunião pela manhã com diretores de escolas públicas para estimulá-los a preparar planos estratégicos e se integrem ao PDE. O objetivo é que se acostumem a alcançar metas de qualidade, o que permitirá mudanças indispensáveis na escola pública.

Para Haddad, assim será possível reduzir as taxas de repetência e de evasão, principalmente com vistas à Prova Brasil, que mede o Ideb e será em novembro.

Maria do Pilar informou que 291 estabelecimentos de ensino público onde foram identificadas as maiores deficiências (156 municipais e 135 estaduais) receberão verba de até R$ 30 mil, cada, dependendo do tamanho e da quantidade de alunos. Em termos de educação, salientou, os resultados serão alcançados a médio prazo, e no Prova Brasil de 2009 já será possível observar os efeitos da mobilização que será feita pelos dirigentes escolares.

O secretário estadual da Educação, Adeum Sauer, disse que não se trata apenas de aplicação de verbas e sim mudar o foco escolhido para o trabalho pedagógico.

Segundo ele, entre 2000 e 2005, o Brasil recebeu US$ 110 milhões do Banco Mundial para a educação e os índices continuaram baixos. Múltiplos fatores interferem no bom desempenho escolar e a nova meta é que este foque no aprendizado e na forma como o ensino será estimulado.