pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Merendeira de Salvador apresenta quitute ao presidente Michel Temer

07 de fev de 2017 - Jornalismo

Dejanira de Souza é uma daquelas cozinheiras de mão cheia. Dona da receita que colocou Salvador como a cidade com melhor merenda escolar do Nordeste, Dejanira embarca, na manhã desta terça-feira (07), para Brasília, representando a Escola Municipal Ilha de Maré, num evento da Presidência da República. O objetivo da viagem é apresentar o abará de aipim com carne moída ao presidente Michel Temer e ao ministro da Educação, Mendonça Filho, na cerimônia de anúncio de recursos para a merenda escolar de todo o país, que acontece na quarta-feira (08), às 11h, no Palácio do Planalto.

Na mala de Dejanira já estão lembranças da Bahia, como berimbau e chaveiros de coco, com os quais a merendeira pretende presentear as autoridades que degustarão do seu quitute. Mãe de três filhos, a merendeira, com seus 17 anos de experiência, não esconde a ansiedade de viver o momento em que vai encher de água a boca do presidente da República e do ministro da Educação. “É uma honra. Estou contando as horas para chegar. Não vou errar porque amo cozinhar. A única merenda escolhida no Nordeste foi a minha, o meu abará”, conta Dejanira, entusiasmada.

Criação – O prato surgiu após um erro na cozinha da própria Dejanira: ela havia congelado uma massa de feijão para fazer o quitute, mas se enganou e acabou descongelando aipim na hora de preparar o prato. Resolveu fazer a receita assim mesmo, e deu certo. Testou com os alunos da Escola Municipal Ilha de Maré e resolveu usar a carne moída como recheio, já que o item é utilizado com frequência nas merendas produzidas na unidade. “Fiz para os alunos e esperei a aprovação deles. Todos adoraram”, afirmou a merendeira, que levará para Brasília outra iguaria do seu cardápio – doce de banana na palha.

Vitória de Salvador – A escolha do quitute de Dejanira foi fruto de concurso realizado pelo Ministério da Educação (MEC), envolvendo 1,4 mil receitas desenvolvidas por escolas de todo o país, em 2016. O MEC avaliou aparência, sabor e ingredientes utilizados nas receitas. Além da capital baiana, foram escolhidos ainda pratos produzidos no Paraná, em Goiás, no Espírito Santo e no Pará. Os três colégios nordestinos pré-selecionados pelo MEC para a disputa foram de Salvador: a Escola Municipal Ilha de Maré, – que ficou entre as cinco primeiras do país – e as escolas municipais Batista de São Caetano (São Caetano) e Francisco Leite (Cajazeiras).