pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Ministro da Educação visita Salvador: Lançamento do Programa de Desenvolvimento da Educação

10 de Maio de 2007 - dev

O secretário municipal de Educação e Cultura, Ney Campello, participou
hoje (09), no Centro de Convenções, do lançamento do Programa Nacional
de Desenvolvimento da Educação (PDE), promovido pelo MEC. Uma das
metas do programa é a redução do analfabetismo de jovens e adultos. O
governo estadual, por sua vez, lançou o Programa Todos pela
Alfabetização (Topa). Segundo o secretário Estadual de Educação, Adeum
Sauer, a meta é alfabetizar, até 2010, um milhão de baianos. A
cerimônia contou ainda com a presença do ministro da Educação, Fernando
Haddad, e do governador Jacques Wagner. Em 2006, Salvador bateu o
recorde nacional de inscrições do Programa Brasil Alfabetizado, com
21.800 inscritos.

A capital baiana atualmente, de acordo com o IBGE, possui 300 mil
analfabetos. “Muitas pessoas saem do interior em busca de empregos.
Este movimento migratório contribui para os índices de analfabetismo
da capital baiana”, pontuou. O Programa Salvador Cidade das Letras/
Brasil alfabetizado também oferece no último módulo cursos
profissionalizantes, como Artesanato; Alimentação Alternativa;
Atendimento ao Público; Eletricista; Empreendedorismo; Trabalho
Doméstico e Informática. Segundo o secretário Ney Campello, município,
estado e governo federal trabalharão em parceria pela redução do
analfabetismo.

O lançamento do PDE na Bahia justifica-se, segundo o MEC, devido aos
altos índices de analfabetismo do estado. A Bahia tem o maior número
absoluto de analfabetos do país, somando mais de 2 milhões de
analfabetos. O secretário de Alfabetização do MEC, Ricardo Henriques,
afirmou que o governo federal conta com os educadores para a reversão
deste quadro. Os alfabetizadores terão uma bolsa-auxílio de R$ 200
pagos diretamente pelo MEC.

Também são consideradas parceiras fundamentais as representações da
sociedade civil organizada. De acordo com o secretário- executivo do
Movimento Todos Pela Educação, Mozart Neves, as ONGS, institutos e
empresas atuarão como facilitadores das políticas públicas a serem
executadas por estados e municípios. “A educação deve ser a prioridade
do projeto de nação. Só assim teremos uma nova geração de brasileiros
livres do analfabetismo”, avaliou.

Já o ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou que o MEC dará
todo o apoio necessário para o governo do estado cumprir a meta de
alfabetização de um milhão de pessoas. “O governo federal está
dialogando com estados e municípios visando melhorar a educação
pública”, pontuou.

A partir de março de 2008, os alfabetizandos em todo o país receberão
livros didáticos, através do Programa Nacional de Livros Didáticos
para a Alfabetização de Jovens e Adultos. E uma parceria do MEC com o
Ministério da Saúde viabilizará a doação de óculos para os
alfabetizandos.