pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Municipal da Engomadeira orienta alunos sobre finanças e consumo

11 de dez de 2008 - dev

Ter acesso à educação financeira e discutir conceitos como consumo, consumismo, rentabilidade, saque e depósito fazem parte da realidade de 70 alunos, do 5º ano, da Escola Municipal da Engomadeira. Trata-se do projeto de Educação Financeira, desenvolvido pela unidade escolar em parceria com a Caixa Econômica Federal. O objetivo é formar consumidores conscientes e investidores mirins.

Ao longo do ano letivo, no período de seis meses, os alunos realizaram diversas atividades ligadas à educação financeira. Visitas ao Museu do Dinheiro e palestras com gerente de bancos, alertaram aos alunos sobre como funciona os bancos e toda transação financeira, fazendo entender sobre juros e outras questões, além de discussões em sala de aula sobre administração de recursos, formas de investimentos e instituições financeiras.

Na última quarta-feira (dia 10), 14 alunos realizaram o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e abriram conta poupança para investirem suas economias, antes guardadas nos cofrinhos domésticos. Segundo a professora da turma, Jamária Alessandra Queiroz, o ensino dos fundamentos básicos da matemática e da educação financeira para as crianças, serve de base para o futuro. “Trabalhamos quatro pilares básicos: planejar o futuro, negociar, poupar e investir. No sentido de formar cidadãos de consumo consciente”, garantiu Jamária.

“Essa conta poupança vai servir para eu juntar meu dinheiro para no futuro poder gastar com cursos, estudos e comprar o que queira”, afirmou a aluna Juliana Campos, que estava ansiosa para mexer nos botões do caixa eletrônico. Para Alessandra, o apoio da família junto às crianças foi fundamental para concretizar a abertura das poupanças, em relação à contribuição com os documentos e nas assinaturas necessárias.

Diante da parceria entre a Municipal da Engomadeira e a Caixa Econômica Federal, os alunos não precisaram investir na quantia de cem reais, mínimo cobrado para abrir uma conta poupança, podendo investir de acordo com a disponibilidade de cada um, facilitando assim a abertura da conta. O secretário municipal da educação, Carlos Ribeiro Soares, acredita que iniciativas como esta favorecem a auto-estima dos alunos “e contribuem para a formação de cidadãos mais conscientes de seus direitos e deveres”.