OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Municipal Zulmira Torres realiza espetáculo teatral “Menina África”

25 de nov de 2010 - dev

A Escola Municipal Zulmira Torres apresenta a peça teatral “Menina África”, nona montagem do Grupo de Teatro da escola. A peça teatral faz parte das comemorações pelo mês da consciência negra. O objetivo do projeto é envolver toda a comunidade escolar e estimular a reflexão sobre a adversidade e o respeito que todos devem ter em relação às diferenças.

A peça está dividida em três partes e a primeira foi apresentada, quarta-feira (24). Nesta quinta-feira (25) os alunos apresentaram a 2º e a 3º parte do espetáculo. Participam do projeto todas as turmas da escola, do grupo 4 (Educação Infantil) ao 5º ano (Fundamental I), dos turnos matutino e vespertino. São 300 crianças que formam o elenco dividido em vinte e dois grupos onde apresentam uma África de ontem e de hoje.

São parceiros do projeto a Escola Municipal Anita Barbuda e Centro Municipal de Arte-Educação e Cultura Mário Gusmão, representados pelos professores de Artes Plásticas, Mário Aleluia e a professora de Dança, Viviane Bastos, respectivamente. Os alunos do professor Mário confeccionaram o cenário do espetáculo. A professora Viviane criou sete coreografias com as crianças, visto que o povo africano conta suas histórias através da oralidade e a expressão corporal é um aspecto vital.

Sinopse da peça: África é uma menina esperta. Ela e o irmão Jonas juntam-se a amiguinhos e vão brincar embaixo de uma árvore africana milenar. Para surpresa de todos: a árvore é mágica. Ao rodar ela transporta as crianças até o continente colorido: a África. Eles vêem a fauna e a flora, as morenas de Angola, os pescadores, os pingüins africanos, as crianças brincando e jogando, as pérolas negras, os Faraós, a dança e a alegria de um povo sofrido e cheio de esperança. Ao voltarem, eles percebem que muito do que viram lá no continente africano tem, também, aqui no Brasil de todas as cores e diversidade.