pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Novas medidas para contratação de Empreiteiras são adotadas pela SMEC

21 de jan de 2005 - dev

A Secretaria Municipal da Educação e Cultura (SMEC) já está adotando medidas severas contra as dez (10 empreiteiras) contratadas, através de processo de licitação, para as catorze (14) obras de construção, reconstrução, reforma e ampliação em escolas da Rede Pública de Ensino de Salvador. Dessas dez construtoras, apenas uma delas, a Josmil José Silva Montagens Industriais, cumpriu o prazo estabelecido e entregou a escola Vale das Pedrinas, no Rio Vermelho. Já a empreiteira D´hora Construções e Serviços responsável pelas obras da Escola Municipal Helena Magalhães, localizada em São Caetano, que teve parte do telhado desabado , deve ter seu contrato rescindido.
´Não é possível compreender o motivo desses atrasos nas obras. Todos os pagamentos foram efetuados e a única desculpa apresentada é a mudança de administração, o que não justifica´, declara o Subsecretário da Educação e Cultura de Salvador, Ney Campelo.
Para não comprometer o início do ano letivo nas escolas em que as obras estão sendo desenvolvidas, a Secretária Municipal da Educação e Cultura de Salvador, Olívia Santana, determinou, a convocação de todas as empreiteiras, para um reajuste do cronograma de entrega, buscando minimizar ao máximo interferências, na vida escolar dos estudantes dessas escolas. Depois dessa reunião (entre empreiteiros e a SMEC), já existe um novo calendário firmado através de documento, pelas empresas se comprometendo a finalizar as obras em tempo hábil. Em alguns casos, as empresas irão arcar com ônus de aluguel de imóveis, até a finalização das obras, para que as aulas se iniciem normalmente.
Com a preocupação em evitar situações de transtornos iguais a atual, a Secretária Olívia Santana, garante que as futuras empresas contratadas deverão possuir selo de qualidade (Qualiop) e o seguro de término da obra. Para tornar o processo mais eficiente e com baixo custo, a Secretária determinou uma
revisão do atual modelo de gestão das obras da Rede Física, que passarão por audiências públicas com os prestadores de serviço desta natureza.

Relação das Obras em Unidades Escolares
ESCOLAS EMPRESA

01 MUNICIPAL CAJAZEIRAS XI -CONSTRUÇÃO (08 SALAS) Remanescente D´HORA
02 MUNICIPAL VALE DAS PEDRINHAS – REFORMA (08 SALAS) JOSMIL
03 PROFª ANFRÍSIA SANTIAGO – RECONSTRUÇÃO (07 SALAS) Remanescente EBA
04 MUNICIPAL RECANTO DOS COQUEIROS – REFORMA (05 SALAS) EBA
05 METODISTA SUSANA WESLEY – CONSTRUÇÃO (08 SALAS) NUTRI
06 MUNICIPAL ANITA BARBUDA – REFORMA (08 SALAS) PLAZA
07 MUNICIPAL PARQUE SÃO CRISTÓVÃO – CONSTRUÇÃO (10 SALAS) MERRETT
08 MUNICIPAL VITÓRIA DA CONQUISTA – RECONSTRUÇÃO (06 SALAS) ABR
09 MUNICIPAL SANTA BÁRBARA – REFORMA (09 SALAS) FIC
10 MUNICIPAL ANTONIO PITHON PINTO – REFORMA (07 SALAS) FIC
11 MUNICIPAL AMAI PRÓ – RECONSTRUÇÃO (07 SALAS) Remanescente QUALY
12 MUNICIPAL RAIMUNDO BRITO – REFORMA (04 SALAS) PLAZA
13 MUNICIPAL NOVA ESPERANÇA – CONSTRUÇÃO (10 SALAS) PJ
14 MUNICIPAL HELENA MAGALHÃES – REFORMA (14 SALAS) D´HORA