pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Nuper da GRE Cabula promoveu o Seminário Afroindígena: Identidades

29 de ago de 2017 - Publicidade

O Núcleo de Políticas Educacionais para as Relações Étnico-Raciais (Nuper) da GRE Cabula realizou no dia 18 de agosto o Seminário Afroindígena: Identidades, no Auditório Jurandyr Oliveira, na Universidade Estadual da Bahia (Uneb). O evento aprofundou o debate sobre temas como a construção da identidade, aspectos ligados aos estudantes da Educação de Jovens Adultos (EJA), racismo, entre outros, e contou com a participação de professores, pesquisadores e outros profissionais que trabalham com essas temáticas.

A mesa de abertura contou com a participação da professora Josenita Evangelista, da Escola Municipal Professora Anfrísia Santiago, e do gerente Regional de Educação (GRE) do Cabula, Wanete Carvalho, que reafirmou o apoio às ações do Nuper na Regional e ressaltou o compromisso da secretária Paloma Modesto e da diretora pedagógica Joelice Braga com o as ações e atuação do núcleo.

A primeira mesa de discussão, mediada pela professora Idalice Simone de Jesus, da Escola Municipal 22 de Abril, iniciou com a palestra da professora Ana Célia da Silva, doutora em Educação e autora do livro A discriminação do negro no livro didático, que falou sobre “A (des)construção da identidade: os livros didáticos e a lei 11.645/08”. “A construção da identidade no cotidiano escolar” foi o tema tratado pela professora Rita Santa Rita, membro do Grupo de Mulheres do Alto das Pombas. Fechando a mesa, a professora Marta Alencar, mestre em Educação e assessora do Fundo Municipal para o Desenvolvimento Humano e Inclusão Educacional de Mulheres Afrodescendentes (Fiema), falou sobre “A mediação do Nuper na execução da lei nas escolas municipais”.

A segunda parte do Seminário iniciou-se com a exibição do documentário “A invisibilidade da identidade negra na Educação”, da cineasta Taís Amor Divino. Em seguida, o professor Carlos Eduardo Santana, doutor em Educação e Contemporaneidade, que atua com Educação Quilombola, falou sobre “Tornar visível a história dos aprendentes da EJA”. Os temas tratados pelas professoras Ana Lídia Lopes, que atua na Gerência Regional de Educação do Subúrbio II, e Eliane Boa Morte, mestre em Educação e coordenadora do Nuper, foram, respectivamente, “Os profissionais da educação e a identidade do sujeito da EJA” e “O racismo institucional e os alunos da EJA”. A mediação dessa mesa ficou a cargo da professora Alaide Santana, da GRE Cabula.

Além das palestras e debates, o Seminário teve apresentações artísticas de alunos das escolas municipais Maria Dolores e 22 de Abril, frutos do trabalho dos professores de teatro Lázaro Machado e de música Elson Pinto Cardoso de Oliveira. O evento teve como público alvo professores, coordenadores pedagógicos e gestores das escolas da GRE Cabula e alunos da UNEB. O debate em torno dessas temáticas continua com outras ações já previstas, como Rodas de Conversas nas escolas com profissionais e alunos. No final do ano, deve ocorrer um Colóquio para que as unidades de ensino possam falar das suas construções dentro da temática.