pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

O brasileiro José Alves- Uma história de superação

25 de set de 2007 - dev

Pedro Castro

A partir do dia 26 de setembro, neste site, confira o VT com o depoimento de Seu José. E desde agora conheça a força, a coragem e a vontade deste brasileiro. “Resiliência” é uma adaptação de uma palavra francesa que significa superação em um ambiente adverso. Pois este termo sintetiza a história de vida de um senhor pobre, que aprendeu a ler aos 44 anos de idade através do Programa Salvador Cidade das Letras. Enfrentando a vergonha e o preconceito que pesa nos ombros dos brasileiros que são excluídos do mundo das letras, ele ensina que o mais importante é ter coragem para se libertar das amarras do analfabetismo, vontade e disposição para aprender.

Senhoras e senhoras, grande público; a SMEC tem a honra de apresentá-los a história de José Alves, também conhecido como “Seu José”. O pano se abre em 1962, no município de Conde, situado na fronteira entre os estados da Bahia e Sergipe. Às margens do rio Tapicuru, os pais do nosso protagonista e seus filhos plantavam feijão, mandioca, arroz , amendoim e o que mais o solo fosse capaz de absorver.” Tudo isso a gente colhia lá”. Tá certo, seu José. Afinal, não ousamos duvidar da diversidade da sua roça. Que entretanto garantia apenas a subsistência familiar de seus pais, Seu José e seus sete, SETE irmãos.

Em 1984, seguindo as tendências migratórias que apontam para um inchaço da maior cidade do Nordeste em detrimento dos destinos prediletos do êxodo rural representado em tempos de outrora pelo eixo Rio- São Paulo, Seu José é mais um número das estatísticas que comprovam o crescimento desordenado da capital baiana.

Instalado no bairro de São Cristóvão, é hora de ganhar o sustento. Como num roteiro já escrito, reescrito, reprisado e surrado, Seu José vai trabalhar como ajudante de obras. Casa, descasa e agora jura que aquietou, pois “já estou há dezoito anos com a mesma companheira”. Tá certo, Seu José. Assinamos embaixo. Como tem TV no lar e não está procurando bater recordes de procriação, pega mais leve que papai e mamãe e sua prole é “somente” de cinco filhos. “Parei por aqui. A vida ta muito difícil”. Beleza, subscrevemos e atestamos seu compromisso.

Aprendeu o ofício de carpinteiro. E agora, José? “Publicidade”. Perái. De carpinteiro para a propaganda? Explique aos leitores esta reviravolta. “Eu colo os cartazes de outdoors”. Pelo menos quatro dos diversos outdoors já fixados por seu José foram colados errados. Imaginem a reação dos seus patrões, dos clientes da agência de publicidade e dos transeuntes com estas peças publicitárias com um toque surreal.

Os outdoors eram colados errados porque “a gente via mas não entendia as letras. Então achava que estava certo. Mas agora isto não acontece mais”.

No dia 10 de setembro, a Concha Acústica estava lotada para a formatura de Seu José e mais 5.000 alunos concluintes do Programa Salvador Cidade das Letras. A festa de ingresso no mundo das letras desta gente sofrida também foi acompanhada pelo ministro da Educação, Fernando Haddad.

Como já dizia o sábio Henfil, “o importante na vida é o caminhar”. Então, voa Seu José.