pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Operação Alfabetiza Salvador inicia revolução na Educação

07 de mar de 2013 - dev

A alfabetização dos alunos da rede municipal aos seis anos de idade é o principal objetivo da Operação Alfabetiza Salvador, lançada na tarde desta quinta-feira (7) pelo prefeito ACM Neto e o secretário da Educação, João Carlos Bacelar. A ação, que será realizada de abril a dezembro de 2013, também tem como metas desenvolver o educando para o exercício pleno da cidadania e das competências específicas para cada etapa de escolarização; garantir o apoio necessário para a alfabetização em caráter especial dos alunos dos demais anos de escolarização; e instrumentalizar os professores à revisão permanente de suas práticas.

A estratégia, que também prevê a alfabetização dos alunos não alfabetizados do 3º ao 5º ano, foi criada a partir da necessidade de corrigir a defasagem na aquisição dos conhecimentos básicos de leitura, escrita e matemática e oferecer alternativas para melhoria da qualidade da educação. Além disso, a operação tem a finalidade de preparar a rede para a construção de um sistema estruturado de ensino, capaz de elevar o nível de desempenho acadêmico dos alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Também serão realizadas avaliações externas bimestrais em língua portuguesa e matemática e os docentes que atuarem na operação receberão gratificação financeira até o término da ação. “Apesar da competência dos professores da rede, 80% das nossas crianças chegam ao 5º ano analfabetas. Nosso desejo é oferecer ao filho do trabalhador as mesmas chances educacionais do filho da classe mais rica. Já aderimos ao pacto nacional e estadual, que prevê a alfabetização até os oito anos de idade, mas nós queremos nossas crianças alfabetizadas aos seis”, disse João Carlos Bacelar.

O secretário salientou ainda que cerca de 15 mil alunos do 3º ao 5º ano da rede municipal de ensino ainda estão analfabetos. “Nós só resolveremos o problema se o encararmos de frente, como o prefeito está fazendo, o que é uma decisão solitária, porque nossos políticos não priorizam a educação. Todas as mudanças encontram barreiras, mas elas não são intransponíveis, até porque a politização da educação é sempre bem-vinda, mas a partidarização dela é um crime, e isso nós não vamos permitir”, afirmou o secretário.

Ensino de qualidade – ACM Neto explicou que o projeto terá um custo máximo de R$14 milhões e será facultativo às escolas. Ele ressaltou que os professores que aderirem à operação serão beneficiados com auxílio financeiro de R$300 para professores e R$500 para coordenadores pedagógicos. O prefeito reforçou que o desejo da Prefeitura é que a qualidade do ensino da rede pública de Salvador seja a mesma das melhores escolas da rede particular.

“Salvador ficou em 22º lugar nas séries iniciais e em penúltimo nas séries finais na última avaliação do Ideb. Podemos continuar com esses índices na nossa cidade? É assim que vamos promover uma revolução na educação das nossas crianças?”, questionou o prefeito, acrescentando que, se o desejo é modificar esta realidade, o problema terá que ser enfrentado e exemplos que dão certo, seguidos.

ACM Neto disse ainda que não vai tomar as medidas fáceis, mas sim necessárias. “Quero pedir o apoio da sociedade e das pessoas comprometidas com a educação para juntos promovermos essa revolução e o resgate dessas crianças, que precisam progredir. Investir em educação é investir no futuro. Por isso, temos que ter coragem, criatividade e atitude”, finalizou. Durante a assinatura do decreto, o prefeito anunciou que o primeiro Centro de Educação em Tempo Integral será construído ainda em 2013, assim como 15 novas escolas.