pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Parceria entre a Fundação Palmares e a Secretaria Municipal de Educação- Primeira rádio comunitária em uma escola de Salvador inicia suas transmissões para a comunidade de Campinas de Pirajá

19 de jul de 2005 - dev

No dia 18 de julho, na Escola Comunitária Amai Pró, a secretária Maria Olívia Santana e o presidente da Fundação Palmares, Ubiratan Castro, assinaram um acordo através do qual serão realizadas ações culturais relativas ao Programa de Implantação da Lei 10.639/03, que determina o ensino de História da África e Cultura Afro-brasileira nas escolas. Salvador tornou-se a primeira capital do país a implantar a Lei 10.639/03. Dentre outras ações, serão divulgados vários programas de rádio produzidos pela Fundação Palmares sobre a questão racial. No ato de assinatura da parceria, a Rádio Comunitária da Escola Amai Pró inicia a primeira transmissão de uma escola da rede municipal dotada de rádio comunitária, através do sistema LM (Linha Modulada), com a instalação de alto-falantes no interior da escola e também na comunidade do entorno. Os programas produzidos pelos professores e alunos irão além dos muros do colégio oferecendo cultura, serviços, informação e, principalmente, cidadania à comunidade de Campinas de Pirajá. Os equipamentos necessários para a implantação da rádio comunitária foram comprados com R$ 3 mil que a escola ganhou através de um concurso da CNBB.

Com a vinheta “Alô comunidade, está entrando no ar a Rádio Comunitária da Escola Amai Pró, com música, notícia, informação e entrevistas”, a rádio iniciará suas transmissões, que serão diárias, entre 8h00 e 18h00, divulgando as ações dos órgãos públicos voltadas para a comunidade de Campinas de Pirajá, debates com lideranças locais, educadores, entretenimento e a veiculação dos programas produzidos pela Fundação Palmares.

O Projeto Rádio Palmares consiste na produção e distribuição de 32 programas radiofônicos e cinco spots para uma rede de 400 emissoras comunitárias de rádio, em todo o território nacional. A proposta é valorizar a cultura brasileira e resgatar a trajetória da raça negra no Brasil. São abordados por entrevistados e comentaristas especializados o apego às heranças culturais (rítmica, musical, religiosa e comportamental), as revoltas coletivas, as lutas individuais, os heróis e as datas comemorativas. Os spots produzidos para o Ano Nacional de Promoção da Igualdade Racial (2005) estão sendo distribuídos também gratuitamente, através da Rádiobras, para 3.876 emissoras de rádio FM e AM em todo o território nacional.

Um dos programas tem como tema a “África e a Resistência”, onde são ressaltadas as características das diferentes civilizações africanas que vieram para o Brasil, assim contribuindo para a formação da cultura brasileira. Outro programa trata do “Novembro Negro”, enfocando a resistência. Novembro é o mês que reúne o maior número de revoltas do movimento negro brasileiro.

Outras iniciativas também constam no acordo que será firmado entre a Secretaria Municipal de Educação e Cultura e a Fundação Palmares, como a reprodução de livros da Fundação Palmares sobre a história e lutas dos negros no Brasil. As obras serão incluídas no acervo das bibliotecas das escolas municipais e serão utilizadas pelos professores da rede municipal de ensino.