pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Parceria entre a SMEC e escolas comunitárias beneficia 20.000 alunos

14 de set de 2007 - dev

Cerca de 117 escolas comunitárias terão registro provisório de funcionamento de 16 meses, beneficiando milhares de alunos de Educação Infantil. Ontem (12), no Centro Cultural da Câmara Municipal, foi realizada a abertura do Fórum sobre Políticas Públicas para as Escolas Comunitárias, promovido pela Secretaria Municipal da Educação e Cultura. Na ocasião, o secretário Ney Campello anunciou uma série de parcerias entre a Secretaria e as escolas comunitárias.

A atual gestão municipal promoveu um aumento no repasse às escolas comunitárias da ordem de 20%, subindo de R$ 80,00 por aluno para R$ 96,00 por aluno. E, em 2008, também será oferecida alimentação escolar para todas as escolas comunitárias devidamente regularizadas no Conselho Municipal de Educação (CME).

“A relação entre o Poder Público municipal e as escolas comunitárias não deve estar restrita aos repasses de verbas. É necessário um diálogo constante e um apoio em diversas frentes a este relevante trabalho social prestado pelas escolas comunitárias”, avaliou Campello. O secretário afirmou que a Universidade Aberta da Educação e Cultura (UNICED/SMEC) atuará na formação de professores das escolas comunitárias. Além disso, os alunos das escolas comunitárias participarão em 2008 dos Jogos Estudantis Municipais, que envolvem milhares de alunos da rede municipal de ensino.

Integrante da Mesa, Lindalva dos Reis Amorim reivindicou a apresentação de um projeto de lei na Câmara Municipal do Salvador regulamentando o funcionamento das escolas comunitárias. Reunidas em associações ou independentes, as escolas comunitárias atuam na Educação Infantil (0 a 6 anos), beneficiando cerca 19.823 crianças na capital baiana.

A abertura do fórum contou com a presença de 150 representantes de escolas comunitárias. Os trabalhos seguem hoje (13) com os seguintes grupos de trabalho: Mecanismos de Cooperação e Formação de Educadores; Tecnologias Educacionais e Avaliação; Diretrizes Pedagógicas na Educação Infantil e o FUNDEB e o Financiamento das Escolas Comunitárias.

Também estiveram presentes à mesa na abertura do evento, William Góes (presidente do Conselho Municipal de Educação) e a coordenadora do Fórum Baiano de Educação Infantil, Marlene Oliveira dos Santos.