pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Prefeitura oferece aos professores 5% de reajuste

08 de abr de 2008 - dev

Depois de cerca de três horas de negociação, no final da tarde de hoje (dia 7), no gabinete do secretário da Administração, Oscimar Torres, os representantes da diretoria da APLB-Sindicato rejeitaram a proposta de 5% de reajuste linear para todos os servidores da Educação, divido em duas parcelas, sendo 2,5% em maio e outros 2.5% no mês de setembro, apresentado pelo Executivo. O sindicato pede 10%.

Durante a negociação foram discutidos 12 pontos da pauta emergencial apresentada pelos sindicalistas. Nos três itens relacionados à questão salarial não houve acordo, e a APLB solicitou nova rodada de negociação para esta terça-feira (dia 8), às 14h, nas dependências do Colégio Salesiano, em Nazaré.

De acordo com o secretário Oscimar Torres, durante a parte da manhã de terça-feira, os representantes das secretarias envolvidas nas negociações com os servidores da Educação vão estar reunidos para ver o que pode ser melhorado nas propostas apresentadas pela APLB. A proposta de reestruturação da tabela de vencimentos do magistério está entre os pontos que serão avaliados pela equipe de governo.

Os resultados das conversas serão apresentados na reunião que acontece no início da tarde com os sindicalistas. A diretora da APLB, Elza Melo, disse que a categoria não aceita a proposta de reajuste de 5% em duas vezes. Ela salientou que inicialmente a pauta de reivindicação continha 33 itens, mas diante da emergência das negociações foram destacados 12 pontos prioritários.

Entre eles, estão pagamento da mudança de nível 2 do quadro efetivo dos professores e coordenadores pedagógicos, item que depende de projeto de lei que está tramitando na Câmara; pagamento da avaliação de desempenho dos professores e coordenadores pedagógicos, regulamentação da gratificação de periferia a fim de ser estendido ao pessoal administrativo, convocação de professores e coordenadores pedagógicos, reforma nas escolas e restabelecimento da assistência à saúde.

Durante a reunião esse pontos foram debatidos e chegando-se a um acordo entre as partes. Segundo Oscimar Torres, serão chamados até o final de abril todos os professores que estiverem aptos nos exames médicos de ingresso na carreira.

O subsecretário da Educação (SMEC), Eliezer Cruz, afirmou que 35 escolas já estão passando por reformas, e conforme solicitação do sindicado, a relação das obras feitas será encaminhada para a APLB. “Atendemos alguns itens, outros serão discutidos na nova rodada de negociação”, acentuou o secretário da Sead. Ficou acertado ainda que até o final da semana será publicada no DOM a recomposição do conselho deliberativo que vai analisar a proposta de plano de saúde dos servidores. Participaram da reunião técnicos da SMEC, da Sead e diretores da APLB.