pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Professora da Escola Municipal Joaquim Magalhães mostra para alunos que vida saudável também se aprende na escola

02 de jan de 2018 - Publicidade

Pensando em desenvolver uma rotina de atividades físicas e vida saudável na Escola Municipal Joaquim Magalhães, localizada no bairro de Itacaranha no Subúrbio de Salvador, a professora de Educação Física, Adriana de Souza resolveu criar uma para ajudar a melhorar a qualidade de vida e hábitos alimentares dos alunos. Projeto diferente para os estudantes. “Saúde, corpo e movimento, uma educação mais do que Física”, voltado para crianças com idades entre 8 e 11 anos. “A ideia nasceu no momento em que elaboramos o plano anual, como também de uma inquietação minha em relação a um problema que é mundial, a obesidade infantil. Logo na primeira ação, ao realizar as medidas biométricas e verificar o IMC, percebi que tínhamos um número considerável de crianças com sobrepeso e muitas outras abaixo do peso. No decorrer do processo percebi que além delas não terem histórico de atividade física, ainda tinha uma alimentação inadequada”, ressalta.

A ação foi pensada de forma conjunta, entre a direção, coordenação da escola e com a família para estimular essas crianças a perderem peso até o final do ano. “No total, 27 crianças entre o 1º e o 5º ano, participaram. Todas elas apresentavam o Índice de Massa Corpórea (IMC) acima de 18. Quatro  crianças se destacaram, emagreceram até 2,3 kg, e por incrível que pareça: teve uma criança que não estava no critério de sobrepeso emagreceu significamente. Foi João Vitor do Espirito Santo de 9 anos do 4º ano A, que emagreceu 500 gr”.

Outras crianças também emagreceram de forma saudável. Foi o caso das alunas Jislane Rodrigues de 8 anos do 3º ano A, que pesava 39 kg e perdeu  900 gr, Vitoria Rodrigues dos Santos, 9 anos  (4º A), com 57 kg, que passou a pesar 55 kg e Emilly da Silva dos Anjos, 9 anos do 4º A, que  estava com peso inicial de 37 kg e emagreceu 600 gr. Todos que participaram do projeto receberam um prêmio simbólico como incentivo a continuarem o desafio em busca de uma vida mais saudável. Assim, dos alunos selecionados chegam a uma perda de peso de quase 8% do peso inicial.

“A escola também colaborou nesse processo, já que a merenda escolar oferecida mudou, sendo a base de frutas. Nas atividades interdisciplinares os professores reforçavam nossa perspectiva, ao falar em sala de aula sobre os riscos de não se ter hábitos saudáveis de higiene, alimentação e atividade física podendo desenvolver obesidade, diabetes, hipertensão entre outras, como também os benefícios de se optar pela mudança desses hábitos e ter uma melhor qualidade de vida”, completou.

Aulas teóricas e práticas como jogos, brincadeiras, ginásticas também corroboraram com o processo, assim como as aulas expositivas, através de vídeos educativos sobre higiene, alimentação e atividade que auxiliaram na aprendizagem e conscientização. Além disso, aconteceu uma Feira de Saúde na instituição, na qual os alunos que participaram do projeto deram uma aula para os colegas, apresentando aos estudantes alimentos saudáveis, através de exposição e palestras explicativas.

A estudante Vitória Rodrigues de 10 anos aluna do 4º ano que emagreceu 2.3Kg, diminuindo o consumo de refrigerantes e frituras, passou a fazer caminhadas e corridas no entorno da casa dela. “Achei legal aprender sobre, higiene, alimentação e atividade física, vou levar esse aprendizado para toda minha vida. A experiência foi inesquecível”.