OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Professores da rede municipal têm aula viva em terreiro

25 de Maio de 2011 - dev

Em comemoração ao Dia da África, cerca de 50 professores da rede municipal de ensino, além do secretário da Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secult), João Carlos Bacelar, tiveram uma manhã de contato com a cultura africana, visitando o terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, no bairro do Cabula, comandado pela yalorixá Mãe Stella de Oxossi, nesta quarta-feira (25)..

O evento integra a programação em comemoração a Semana da África promovida pela Secult, que foi iniciada na última segunda-feira (23) e vai até a próxima sexta-feira (27), com diversas ações envolvendo alunos e docentes.

A ideia de visitar o terreiro foi porque o local tem um legado cultural africano muito rico e importante para a construção da humanidade. O objetivo do passeio foi fazer com que os professores conheçam novas culturas e repassem a experiência em sala de aula. “Professores dentro do âmbito escolar não têm religião, tem que respeitar cada criança, independente da sua religião”, comentou o secretário João Carlos Bacelar.

As atividades foram iniciadas por Darê, sacerdote da casa, que explicou para os professores os trabalhos realizados no terreiro. Logo em seguida todos foram conhecer a Escola Municipal Eugênia Anna dos Santos, que fica nas dependências do templo.

Depois da escola, foi aberta a mesa solene com a presença do secretário João Carlos Bacelar, o presidente da sociedade Cruz Santa do Axé Opô Afonjá, José Ribamar Feitosa, a coordenadora da CRE Cabula, Corina Sandes, Vanda Machado e Analice Mendes, gestora da escola.

Encerrando a programação houve a apresentação musical de Doudou Rose juntamente com as crianças da Escola e da professora Anália cantando o Hino Africano, em seguida os visitantes degustaram as iguarias africanas.

CULTURA AFRICANA – A Escola Municipal Eugênia Anna dos Santos foi a primeira da rede de ensino a implantar a cultura africana para as crianças, educadores e funcionários. “Durante todo o ano letivo, trabalhamos os costumes africanos, incluindo a língua Yorubá”, afirmou a coordenadora Corina Sandes. A unidade atende 310 alunos do Grupo 5 ao 5º ano.

A comemoração do dia da África – 25 de maio – foi estabelecida em 1963 pela Organização da Unidade Africana. Data em que chefes de estado africanos, reunidos em Addis Abeba, tinham como objetivo principal libertar o continente africano das garras do colonialismo e do Aparttheid, bem como promover a emancipação dos povos africanos.