pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Profissionais de Educação e Saúde participarão de palestra sobre Prevenção à Violência Sexual

15 de ago de 2005 - dev

No dia 18 de agosto (quinta-feira), às 14h, no Auditório do Colégio Estadual Senhor do Bonfim, (ao lado da Biblioteca Pública dos Barris), a socióloga e pesquisadora Marlene Vaz realizará palestra para profissionais de saúde e educação da rede pública. A palestra pretende explicar um pouco das diferentes formas de violência sexual, delinear a diferença entre a exploração e o abuso sexual, mostrar a necessidade do combate ao turismo sexual muito freqüente na capital baiana e salientar a importância dos profissionais dos centros de saúde e da escola no combate a esse tipo de violência.

Segundo Marlene Vaz, é prioritária a abordagem dessa questão com os profissionais de saúde e educação pois eles convivem diariamente com o público infanto-juvenil. “Esses profissionais devem estar atentos aos sinais da violência sexual contra crianças e adolescentes, que muitas vezes não são percebidos pelas mães, por exemplo”, avalia a socióloga.

A palestra é voltada para 43 professores (15 do município e 11 do Estado, 6 RMS – Dias DÁvila e Camaçari) e 26 profissionais de saúde que estão participando desde o começo de julho do Curso de Formação em Direitos Sexuais e Reprodutivos na Adolescência promovido pelo Centro de Referência Integral de Adolescentes (CRIA) com apoio da Jonhson & Jonhson, Fundação Ford, C. E. DST/AIDS-Pathfinder-SESAB/Governo da Bahia.

Marlene Vaz é socióloga, pesquisadora e co-autora do Plano Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual. Com uma série de pesquisas e publicações sobre o assunto, tem 30 anos de reconhecida atuação no enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes em todo o Brasil. Desenvolve trabalhos de consultoria para organizações governamentais e não governamentais e para o UNICEF. Antes das consultorias, Marlene trabalhou durante 15 anos como pesquisadora do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

FONTE: CRIA