pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Programa de prevenção às drogas é um dos maiores do mundo

15 de Maio de 2009 - dev

“Sem dúvida, a educação é a alternativa mais eficiente para prevenir o uso das drogas e combater a violência”. Essa é a declaração do major Airesmar Prado, comandante da 16ª CPM, no Comércio. Atentos ao aumento da criminalidade relacionada ao uso e tráfico de drogas, a Secretaria Municipal da Educação e Cultura (SMEC) e a Polícia Militar vêm solidificando cada vez mais uma parceria que tem gerado bons frutos para a população com o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd). Em 2009, as atividades já começaram e mais de 8 mil alunos da rede municipal estão em processo de formação.

O programa propõe a presença de um policial fardado em sala de aula, para desenvolver atividades que promovam a prevenção ao uso das drogas, explicando os prejuízos que tóxicos causam a saúde. Sempre acompanhados pelo professor da turma, o militar usa ferramentas capazes de atrair a atenção dos alunos, como peças teatrais, palestras e depoimentos, com o objetivo de desenvolver nos estudantes maneiras de se afastar das drogas e resgatar a autoestima.

Em Salvador, o Proerd atua desde 2003, quando atendia a apenas quatro escolas. Professores e pais aprovaram o trabalho e, até o ano passado, o programa já havia atendido a pelo menos 148 unidades da rede pública, o que significa quase 17 mil estudantes. Somente no primeiro semestre de 2009, mais de 80 escolas estão sendo beneficiadas. Em documento entregue à Polícia Militar, a Organização das Ações Unidas (ONU) reconhece o Proerd como um dos maiores programas de prevenção às drogas do mundo.

O sargento Gesuíto dos Santos é uma das figuras mais conhecidas e adoradas nesse trabalho. Com a mesma intensidade em que ele impõe autoridade aos alunos, na hora de entrar em forma, hastear a bandeira e cantar o Hino Nacional, também sabe transmitir carinho e segurança, nas atividades lúdicas desenvolvidas na Escola Municipal Órfãos de São Joaquim. “É gratificante saber que de alguma forma estamos evitando que essas crianças entrem no submundo das drogas. É como uma massagem na alma”, desabafa o sargento.

Segundo o major Prado, muitos alunos se encontram em situações de risco porque convivem em ambientes onde é comum o uso e comércio de drogas. Ele afirma que os traficantes são habilidosos, no quesito de convencer uma criança. “O Proerd trabalha no sentido de fortalecer a mente do jovem, para que resistam às pressões.”, finaliza.

Em junho, as turmas recebem certificado de conclusão do Proerd, o que significa o reconhecimento pelo compromisso de dizer não às drogas e à violência. No segundo semestre, o programa segue com a jornada e deve formar mais 8 mil alunos.