pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Projeto contra corrupção mobiliza alunos e docentes da rede

27 de jul de 2012 - dev

Transformação. Essa foi a palavra que marcou a assinatura do termo de cooperação firmado hoje entre a Secretaria Municipal da Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secult) e o Ministério Público. A parceria que vai levar para as escolas municipais o projeto “O que você tem a ver com a corrupção?”, criado pelo MP como forma de conclamar a sociedade brasileira a se envolver ativamente no combate ao crime.

O evento foi realizado no Instituto Municipal de Educação Professor José Arapiraca (Imeja), com a participação do secretário João Carlos Bacelar, da promotora Heliete Viana, coordenadora da campanha no estado, e do promotor Valmiro Santos Macedo, coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias da Cidadania, que representou o procurador-geral do Estado, Wellington César Lima e Silva, além de alunos, professores, pais e representantes da comunidade.

Para o secretário João Carlos Bacelar, o projeto não poderia ter sido lançado em local mais adequado. “Na rede nos temos crianças lindas, inteligentes, mas que lutam com muita dificuldade porque a corrupção não permite que eles tenham a mesma chance educacional dos alunos que estão na rede particular. Nós vamos abraçar essa campanha porque nossos alunos precisam de oportunidades iguais, eles precisam no nosso esforço, do nosso combate”, enfatizou Bacelar.

“Eu tenho certeza que se o pai de algum de vocês tentar ultrapassar no sinal vermelho será recriminado, porque vocês são multiplicadores. Ser honesto é fundamental, mas não é suficiente para combater a corrupção. O que nos buscamos é a reação e essa atitude tem que começar na escola. E eu não tenho dúvidas que por causa de vocês, em breve nos teremos um Brasil diferente, um país com outra cara no futuro”, destacou o promotor Valmiro Macedo.

“Falamos muito em direitos do cidadão, mas esquecemos dos deveres. Corrupção não é só desviar dinheiro público, corrupção é furar a fila, é usar carteira de estudante falsificada. Temos que combater a prática no dia a dia, com um trabalho de formiguinha, mas que vai fazer toda diferença”, reforçou a promotora Heliete Viana. A solenidade foi encerrada com uma peça sobre o tema encenada pelos educadores sociais do Centro de Arte-Educação Mário Gusmão (Ceart).

PROJETO – Na rede municipal o projeto vai beneficiar alunos das 41 escolas que oferecem o Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano). A campanha aborda, dentre outros temas, a importância do voto consciente, por isso, será trabalhado em associação a outra ação já realizada pela Secult, o projeto Mediando Conflitos na Escola. Ao final do projeto, os alunos vão realizar uma eleição, seguindo os moldes da realizada no país, para que os estudantes de cada escola elejam o seu ‘Embaixador da Paz’.

“Mesmo ainda não sendo eleitores, é importante que os alunos possam vivenciar uma situação eleitoral para praticarem valores essenciais ao cidadão. Entendendo a importância do seu voto, em qualquer tipo de escolha, que não pode ser barganhado por nada que não seja a convicção de que estamos escolhendo o melhor representante dos seus ideais. Vamos ser exemplo para o nosso país”, disse Gilmária Cunha, coordenadora de Ensino e Apoio Pedagógico da Secult.