pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Projeto GIBI traz o Basquetebol como forma de incentivar a prática esportiva nas escolas da rede municipal

11 de mar de 2020 - Publicidade

 

A Secretaria Municipal da Educação (SMED) em parceria com a Associação dos Veteranos de Basquete do Estado de São Paulo (AVEBESP), traz mais uma vez para rede municipal o Projeto GIBI nas Escolas (Grupo de Iniciação do Basquete Infantil). A proposta é despertar nos alunos o gosto pelo esporte através do ensino dos fundamentos e práticas da modalidade esportiva,  bem como contribuir com o desenvolvimento da aprendizagem motora e o enriquecimento dos aspectos sociais e emocionais dos estudantes.

A primeira formação foi realizada na manhã desta terça-feira (10) na Escola Municipal de Pituaçú, com professores de Educação Física das dez GR’s. O curso vai ter encontros mensais com 4 horas de duração.  Ao todo 60 escolas com quadras esportivas foram contempladas para receber as aulas de Basquetebol.

De acordo com o instrutor da AVEBESP, Gildázio Batista Campos, uma forma de aguçar a curiosidade dos estudantes a praticar outras modalidades além do futebol. “Essa é uma ferramenta fantástica de inclusão e integração, os profissionais que estão aqui são capacitados e são muito envolvidos com a proposta, queremos oferecer a esses estudantes uma modalidade esportiva que proporciona benefícios fantásticos, como desenvolvimento individual, socialização, inclusão e dentro do possível, detectar novos talentos na modalidade que posam ser aproveitados com rendimento e assim quem sabe, encontrar novos talentos no Basquetebol dentro da rede municipal.”

O professor de Educação Física Anderson José Cunha Santos, trabalha o esporte nas Escolas Municipais Gercino Coelho e São Gonçalo do Retiro, fala da aceitação dos alunos e da contribuição para o desenvolvimento intelectual da criança. “Inserir uma modalidade diferente do futebol e que não é tanto da cultura do brasileiro provoca um pouco mais de curiosidade, desperta o interesse em conhecer algo novo, então a aceitação é sempre boa. O basquete tem um diferencial do futebol que é o desafio de você acertar a cesta, então todos eles querem colocar a bola na cesta isso é um chamariz bacana, legal para o desenvolvimento intelectual e da própria disputa saudável”, destaca.

O Basquetebol é um esporte que pode ser praticado por qualquer pessoa, não é atoa que a aluna Amanda Pinheiro da Cruz, 14, estudante do nono ano se interessou em aprender mais sobre o esporte. “É uma coisa nova, já tinha visto esse esporte na tv e aqui eu tive a oportunidade de entender como se joga, como são as regras e, além disso, acho que a mulher está sendo inserida em um esporte dominado por homens onde nós podemos praticar de igual para igual.”

“As meninas ficam encantadas com esse esporte por que se identificam e percebem a possibilidade de poder participar, pois se formos analisar a própria história da educação física trás a segregação do masculino e do feminino onde as meninas só podiam fazer aula de Ginástica Rítmica então elas tinham receio por haver uma predominância masculina nesse esporte é histórico isso, mas os tempos são outros,  elas gostam  e participam muito”, revelou Flávia Ferreira dos Santos, professora de educação física, da Escola Municipal Luiza Mahim.

Foto: PMS/SMED

ALC_0581
ALC_0599
ALC_0603
ALC_0526