pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Salvador lança Plano Municipal do Livro e da Leitura

22 de ago de 2013 - dev

Após diversos debates entre a Prefeitura, entidades governamentais e a sociedade civil, Salvador já possui o próprio Plano Municipal do Livro, da Leitura e da Biblioteca (PMLLB). A cerimônia de lançamento foi realizada na quarta-feira (21), no auditório da Reitoria da Ufba, no Canela, e contou com a presença de representantes das Prefeituras-Bairro; das secretarias Municipais de Educação (Smed), Promoção Social e Combate a Pobreza (Semps), Reparação (Semur) e Desenvolvimento, Turismo e Cultura (Saltur); Fundação Gregório de Matos (FGM); Conselho Regional de Biblioteconomia e Câmara Baiana do Livro, além de associações comunitárias e da população.

A vice-prefeita de Salvador e coordenadora do Plano, Célia Sacramento, destacou a importância da ação como ferramenta para ampliar o acesso da leitura, através de políticas públicas específicas para o município. “Também acarreta na fomentação de uma cadeia produtiva em que todos são beneficiados”, afirmou, destacando todo o processo que engloba a produção do livro, a criação e requalificação de novas bibliotecas e a prática da leitura pelas pessoas. Ela salientou também que Salvador é a primeira capital do país a contemplar o fortalecimento das bibliotecas em um plano municipal de estímulo à leitura.

O secretário de Educação, Jorge Khoury, lembrou que Salvador é a terceira capital a elaborar o Plano e destacou que a pasta vai ajudar a facilitar e proporcionar o acesso do incentivo à leitura nas escolas municipais. “O plano traçado na educação é implantar, em todas as escolas municipais, espaços para bibliotecas”.
A professora Nilza dos Santos, uma das idealizadoras da Biblioteca Comunitária Livro é Vida, no bairro da Liberdade, avalia a iniciativa como um marco para Salvador e uma grande contribuição para o acesso à educação e à cultura da população. “Espero que o Plano possa fazer a diferença e seja realmente atuante na cidade”.

Já o estudante da Escola Estadual David Mendes e parlamentar juvenil do Mercosul-Bahia, Bruno Moreno, parabenizou a Prefeitura pela iniciativa. “Este é mais um passo para as novas gerações se autodescobrirem, e só conseguem fazer isso através da leitura”, salientou.
Decreto

O Plano Municipal do livro, da Leitura e das Bibliotecas foi constituído através do decreto nº 24.034, de 9 de julho de 2013, e tem como proposta a cultura inclusiva e transformadora através de quatro eixos: Democratização do acesso ao livro; Fomento à leitura e a formação de mediadores; Valorização institucional da leitura e de seu valor simbólico; e Fomento à cadeia produtiva do livro.

Construído ao longo dos últimos quatro meses, o documento foi elaborado tendo como base os resultados obtidos através de pesquisa aplicada durante dez conferências públicas realizadas por toda a cidade. Moradores da Cidade Baixa, Subúrbio, Centro e Periferia responderam um questionário acerca dos hábitos e do acesso à leitura nos diversos bairros de Salvador.

De acordo com a coordenadora do Grupo de Trabalho do PMLLB, Adriana Reis, a pesquisa também levanta dados sobre alguns dos principais desafios enfrentados para a construção de políticas de acesso e estímulo à leitura na cidade. Dentre esses desafios estão a democratização no acesso ao livro, fomento à leitura e formação de mediadores, fomento à cadeia criativa e participativa do livro, valorização institucional da leitura e do seu valor simbólico.

Adriana também explicou que a iniciativa de incluir as bibliotecas no Plano Municipal vem do reconhecimento desse espaço como fator fundamental na construção do hábito literário e da necessidade de empoderar ações iniciadas pela própria comunidade. “A nossa cidade carece de espaços que proporcionem o acesso a informação de qualidade, inclusive à literatura. A demanda é cada vez mais evidente. Incluir a biblioteca no Plano Municipal do Livro e da Leitura reafirma nosso compromisso com o fortalecimento, criação e manutenção de espaços públicos de leitura na nossa cidade,” finalizou.