pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Salvador recebe nesta sexta (16) a X Reunião de Ministros da Educação dos Países de Língua Portuguesa

15 de mar de 2018 - Jornalismo

Salvador sedia nesta sexta-feira (16), às 9h, a X Reunião de Ministros da Educação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). O evento será realizado no Hotel Deville Prime, em Itapuã, com as presenças do ministro da Educação, Mendonça Filho, e do prefeito ACM Neto, além de autoridades políticas e representantes de nações lusófonas. A CPLP foi criada em 17 de julho de 1996, em Lisboa, e é constituída por nove estados-membros: Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

A presença e a atuação do grupo têm contribuído para a projeção internacional da língua portuguesa, para o fortalecimento institucional e político de seus membros em situação de crise ou instabilidade e para a afirmação conjunta dos interesses comuns de desses países em outros foros internacionais, além do desenvolvimento de programas de cooperação em diversas áreas.

Alimentação Escolar – Antecedendo a 10ª Reunião de Ministros da Educação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), foi realizado nos dias 13 e 14 de março, em Salvador, o Seminário Internacional Sustentabilidade dos Programas de Alimentação Escolar dos Países da CPLP, que discutiu o tema, abordou experiências dos países membros, com vistas a aprimorar os programas de alimentação escolar. Desse trabalho, saiu um documento oficial de recomendações, que será entregue aos ministros na reunião dessa sexta-feira (16).

A abertura e o primeiro dia do evento foram realizados no Subúrbio 360, em um clima de muita cultura e ao som das apresentações dos alunos que fazem parte da oficina de música do espaço multiuso municipal. Presente no Seminário, o secretário Municipal de Educação de Salvador, Bruno Barral (foto), falou dos avanços de Salvador na área, tanto no aumento do investimento público do Município em Educação, quanto na melhoria da Rede em seus aspectos físicos e pedagógicos. Falou, em especial, no fortalecimento das equipes de nutrição escolar da Secretaria e ao uso de alimentos provenientes da agricultura familiar na alimentação servida nas cerca de 440 escolas municipais. “No ano passado, a Prefeitura investiu R$ 4 milhões na compra de gêneros alimentícios na agricultura familiar para as merendas escolares”, afirmou. “Servimos hoje para nossos alunos um cardápio nutritivo, gostoso e saudável, elaborado por uma equipe de quinze nutricionistas. Esse ganho de qualidade é resultado do trabalho sério da gestão do prefeito ACM Neto, que tem colocado a Educação efetivamente como prioridade”, disse.

Durante a solenidade de abertura, Silvio Pinheiro, presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), ressaltou a importância do fortalecimento da agricultura familiar para a melhoria da qualidade da alimentação escolar. “O Programa Nacional de Alimentação Escolar brasileiro, o PNAE, prevê que no mínimo 30% dos recursos repassados pela União sejam aplicados na compra de gêneros alimentícios vindos da agricultura familiar. Com isso, além de servirmos um alimento mais nutritivo, fresco e saboroso aos nossos estudantes, nós fomentamos o crescimento deste segmento, que é extremamente importante na construção de hábitos alimentares mais saudáveis”, disse. Também participaram da mesa de abertura o diretor do Centro de Excelência Contra a Fome, Daniel Balaban; a assessora Internacional do Ministério da Educação do Brasil, Carla Barroso; a diretora do Ministério do Desenvolvimento Social, Patricia Gentil; e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), Ana Maria Graziano.

O evento foi organizado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação e a Assessoria Internacional do Ministério da Educação do Brasil são os organizadores do evento, com apoio do Ministério do Desenvolvimento Social, da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Centro de Excelência Contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos e da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

Texto: Secom/PMS, Ascom/Smed e Ascom/FNDE

Foto: André Carvalho/Ascom/Smed