pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Secretário apresenta Salvador Cidade das Letras em audiência pública na Assembléia Legislativa

28 de ago de 2007 - dev

Ana Amélia Carvalho

Disseminar a proposta e conquistar parcerias de toda a sociedade civil são os objetivos das contínuas apresentações do programa Salvador Cidade das Letras – Brasil Alfabetizado realizadas pelo secretário municipal de Educação e Cultura, Ney Campello. Ele proferiu palestra sobre o tema na audiência pública realizada hoje (28), às 10h00, no Salão Nobre da Assembléia Legislativa da Bahia.

Em 2006, Salvador bateu o recorde nacional de inscrições no programa Brasil Alfabetizado, com 21.800 alunos matriculados. E, atualmente, a SMEC realiza a campanha “Salvador Rumo ao Selo de Município Livre do Analfabetismo”. O selo é concedido aos municípios que obtenham uma taxa de analfabetismo até 4%. Atualmente, a capital baiana tem em sua população 6,2% de analfabetos, de acordo com o IBGE. Dentre as capitais brasileiras, somente Curitiba detém o selo.

“É necessário tomarmos a questão da alfabetização como um compromisso da sociedade e do Estado e não somente como um projeto de governo. Em 2006, foi realizada a ruptura de um fracasso histórico na cidade na alfabetização de jovens e adultos. Afinal, nos últimos dez anos, a Prefeitura alfabetizou, apenas, anualmente, cerca de 2.000 jovens e adultos por ano”, afirmou Campello. Já no dia 04 de setembro, o secretário apresentará o programa ao empresariado baiano, às 8h00, na Associação Comercial da Bahia.

Durante sua apresentação, foram enfocados os desafios do processo de alfabetização especificamente em Salvador e as metas da SMEC com o programa Salvador Cidade das Letras. Para o coordenador do programa, Luis Fumaneri, “a Secretaria Municipal da Educação e Cultura é articuladora do processo, mas o desafio é também dos segmentos sociais de Salvador”, pontuou.

“A Secretaria Municipal da Educação e Cultura tem muita coragem em levar esse projeto adiante. A proposta do Programa Salvador Cidade das Letras/Brasil Alfabetizado é bastante clara. Uma iniciativa louvável”, avalia o deputado Gilberto Brito.

No debate, estiverem presentes deputados da Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviço Público, representantes de ONG’s, empresariado e servidores da Secretaria Estadual de Educação.