OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

Secult inaugura sala de alfabetização na Feira de São Joaquim

16 de nov de 2010 - dev

Uma sala de aula para alfabetizar os feirantes da maior feira livre da cidade do Salvador foi entregue, na manhã desta terça-feira (16), pela Secretaria Municipal da Educação, Cultura, Esporte e Lazer (SECULT), através do Fundo para o Desenvolvimento Humano e Inclusão Educacional para Mulheres Afrodescendentes (FIEMA).

A ação marca o início das comemorações ao Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro) e visa incentivar a população para uma reflexão a respeito da temática, oportunizando uma vida mais digna e inclusiva para as mulheres negras da Feira de São Joaquim.

Após a cerimônia da entrega da sala de aula, o som do Cortejo Afro animou os feirantes, que aprovaram a iniciativa inédita da Secult. “Estou super empolgada para começar as aulas. Sempre sonhei com a oportunidade de aprender a ler e escrever e agora vou agarrar com unhas e dentes”, declarou a feirante Solange Maria da Conceição, de 52 anos.

Neste primeiro dia de mobilização, atividades como palestras, oficinas de estamparia em camisetas e apresentações de artistas da própria Feira fazem parte da programação. A mobilização, que acontece no Barracão dos Quiabos, conta com a parceria do Sindicato do Comércio Varejista dos Feirantes e Ambulantes de Salvador (SINDFEIRA).

O secretário da Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Carlos Soares, frisou a necessidade de implantar a sala de alfabetização dentro da feira para que os trabalhadores do local não se desloquem para áreas mais distantes. É o caso da feirante Silvia Letícia dos Santos, que se inscreveu porque terá a escola ao lado do trabalho. “Desisti de estudar, pois trabalhava o dia inteiro e chegava tarde e cansada na escola. Agora eu tenho uma sala de aula ao lado do ponto comercial, isso é uma maravilha” declarou.

O gestor da pasta parabenizou toda equipe do FIEMA pelo brilhante trabalho realizado com diversas ações para mulheres negras da cidade. “Essa feira tem história e com isso estamos levando à educação para onde ela precisa ser levada”, ressaltou.

Durante toda esta semana atividades serão realizadas no local. A festa de encerramento será na sexta-feira (19) com uma grande mobilização e apresentação de shows musicais a partir das 16 horas.

Benefícios – Além da inclusão social, a proposta melhora a qualidade profissional dos feirantes e eleva a importância de se investir em pessoas, por se tratar de um ambiente que gera empregos para mais de sete mil pessoas, sendo na sua maioria homens e mulheres que não freqüentaram uma sala de aula.

“Sabemos que não é fácil encarar uma sala de aula depois de um dia de trabalho, principalmente para quem está tanto tempo fora da sala, mas sabemos que, com perseverança, alcançamos nossos objetivos”, enfatiza a gestora do Fiema, Adriana Nascimento.

As aulas de alfabetização serão realizadas através do Programa Salvador Cidade das Letras. As inscrições dos feirantes estão abertas e podem ser realizadas na própria sala aula durante os quatro dias de evento. As aulas iniciam na primeira semana de dezembro.

Confira a programação:

17 de novembro
15h – Palestra: A importância da Higiene e Manuseio no Preparo de Alimentos.

18 de novembro
14h – Participação de 150 estudantes da Escola Municipal Órfãos de São Joaquim através do Projeto Ruas de Lazer: atividades de recreação para mães e filhos. Apresentação de Fanfarra.
14h – Oficina de unhas decoradas.

19 de novembro
09h às 18h – Feira da Cidadania com serviços de saúde e documentação
16h – Shows: Gal do Beco, Samba das Moças e Mulherada