pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

SMEC participa de lançamento do Projeto Circulando Arte

13 de set de 2008 - dev

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Educação e Cultura (SMEC), participou, na sexta-feira (12), do lançamento do Projeto Circulando Arte, desenvolvido pela cantora baiana Margareth Menezes, no Clube Bogari, na Ribeira, com o objetivo de integrar alunos das escolas municipais da Cidade Baixa em atividades educacionais que assegurem a democratização da educação, através da arte, da cultura e do esporte.

A proposta identifica-se com as diretrizes da Prefeitura no que diz respeito ao trabalho de implementação de políticas para o desenvolvimento de ações educativas complementares, que visam o combate à violência, à exploração sexual e ao trabalho infantil, à desigualdade, além de outras vulnerabilidades sociais. Trata-se, segundo a SMEC, de um verdadeiro projeto de inclusão social.

O Circulando Arte, fruto de convênio com a SMEC, faz parte da Organização Não-Governamental (ONG) Fábrica Cultural, criado pela cantora para desenvolver a comunidade da Cidade Baixa. Inicialmente, 500 alunos de oito escolas do ensino fundamental do 1º ao 4º ano, localizadas na Península de Itapagipe, entre 8 e 12 anos, participarão de oficinas de arte, dança, capoeira e esportes, ampliando o tempo de permanência dos alunos no ambiente escolar.

Por meio de parceria com a ONG, a SMEC viabilizará o suporte pedagógico e os recursos necessários às atividades. As ações do projeto serão desenvolvidas, nesta primeira fase, no Clube Bogari, até que a ONG estruture um galpão alugado para esta finalidade, localizado no Bonfim.

Posteriormente, todas as 25 escolas que fazem parte da Coordenadoria de Educação da Cidade Baixa serão integradas ao projeto, assim como será ampliado para jovens e adultos. Segundo a coordenadora de Educação da Cidade Baixa, Helenita Seixas, a escolha das oito escolas foi baseada na proximidade física em relação ao Clube Bogari, onde serão realizadas as oficinas.

Além de trabalhar o social, o projeto vai reforçar a leitura e a escrita dos alunos, que também participarão de oficinas de literatura. “Esse trabalho também nos ajudará em sala de aula”, avalia a coordenadora.

A cantora Margareth Menezes afirmou que há cinco anos vem trabalhando para implantar a ONG, cujo objetivo é promover a integração da comunidade e a valorização da Cidade Baixa, região onde nasceu e onde moram seus familiares. “Desde criança eu freqüento o bairro, de onde eu nunca me afastei. Eu sempre quis fazer um projeto social aqui, especialmente neste bairro”, afirmou Margareth.

A dona-de-casa Jaciara Alves, 28 anos, mãe de uma aluna de 9 anos da escola municipal Centro Social Mangueira, de Massaranduba, que participou do lançamento do projeto, disse que o projeto será importante na medida em que manterá os alunos ocupados durante todo o dia, realizando atividades recreativas, culturais e artísticas. “Hoje, as crianças ficam na rua por falta de ter o que fazer. A gente fica mais tranqüila com as crianças ocupadas nas oficinas”.