pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

SMEC participa do III Seminário de Tecnologia da Informação da Prefeitura

18 de set de 2007 - dev

Para comemorar os 21 anos da fundação da Companhia de Processamento de Dados do Salvador (Prodasal), a instituição vai promover, nos dias 20 e 21 de setembro, no Centro Cultural da Câmara Municipal, na Praça Thomé de Souza, o III Seminário de Tecnologia da Informação da Prefeitura de Salvador (Setip) e a I Feira Popular de Tecnologia (Infopop). A SMEC estará representada por um stand da Fábrica do Saber. Além disso, alunos da rede participarão de uma aula multimídia. E no dia 21, às 14h00, o subsecretário municipal de Educação e Cultura, Cláudio Silva, realiza a palestra “Inclusão Digital na Educação Municipal”.

O seminário vai reunir gestores públicos e especialistas de vários estados do Brasil e terá como tema central de abordagem “Governo e cidadania – informação ao alcance da população”. O número de vagas é limitado e as inscrições podem ser feitas através do site da Prodasal www.prodasal.ba.gov.br, enquanto a Infopop será realizada no foyer do espaço, com acesso aberto ao público.

O Setip será transmitido ao vivo pelo site da Prodasal, numa iniciativa do órgão com a TVE e UFBa, e vai possibilitar o envio de perguntas aos debatedores. O seminário será dividido em quatro painéis com os seguintes assuntos: Informação ao Alcance da População; Serviços Eletrônicos para o Cidadão – Casos de Sucesso; Governando com Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e Governo e Cidadania. “O Setip pretende discutir governabilidade através da tecnologia da informação e comunicação. Vai se falar de TIC com foco no cidadão para se criar um pensamento homogêneo quanto a aplicação de estratégias políticas e usos de ferramentas para implantação de governo eletrônico, que é um assunto discutido nacionalmente e internacionalmente, e é uma manifestação de aplicação de novas tecnologias de TIC na gestão de governo”, explica a gerente de Projetos da Prodasal, Gleide Bacelar.

Será analisado nos painéis do Setip como, através do Governo Eletrônico, pode-se tornar o funcionamento do Estado mais eficiente com vistas a oferecer melhores serviços aos cidadãos, a promoção de transparência, a diminuição da corrupção, o fortalecimento da governabilidade de forma democrática e o acesso da população à inclusão digital.

“O Governo Eletrônico é uma associação entre infra-estrutura com inclusão digital e, conseqüentemente, de inclusão social e possibilidade de melhoria da comunicação do governo com o cidadão, através dos canais de comunicação, tipo balcão de atendimento, internet, call centers, celular”, ressalta Gleide Bacelar.

Cidadania eletrônica
O seminário será aberto na quinta-feira com pequena apresentação sobre a importância histórica da Prodasal para a gestão pública municipal e uma palestra do secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Rogério Santana dos Santos, sobre “Governo e cidadania – informação ao alcance da população”. “O Rogério Santana dos Santos é o mentor no Brasil de como pensar o Governo Eletrônico e representa o País nas instituições internacionais. Ele está trabalhando indicadores de Governo Eletrônico para posicionar o Brasil dentro dos parâmetros estipulados pela ONU. A palestra de encerramento do seminário vai tratar do caminho a se seguir para se alcançar esses indicadores”, define a gerente de Projetos da Prodasal.

O primeiro painel vai tratar dos projetos governamentais que visam levar à inclusão digital, mostrando como as cidades estão se estruturando com tecnologia da informação para oferecer acesso digital a cidadãos, empresas e à população. A lista de palestrantes inclui o presidente da Prodasal, Napoleão Lemos, que vai falar sobre o projeto “Metrópole Digital” voltado para a capital baiana. O presidente do Irdeb vai tratar sobre a questão da TV pública na internet, que contribui para a inclusão digital; a diretora de tecnologia e infra-estrutura da Prodabel, Margareth Guelber, vai falar sobre o pioneiro projeto “BH Digital” da capital mineira e o prefeito da cidade Sud Mennucci, do interior paulista, vai falar sobre o renomado projeto local “Infovia”.

O segundo painel vai abordar casos de sucesso de serviços eletrônicos disponibilizados para os cidadãos na área governamental em São Paulo, Rio Grande do Sul, Alagoas, Bahia e na Fazenda Municipal de Salvador. “Neste painel será mostrado o caso do Rio Grande do Sul, os projetos de tecnologia móbile de Alagoas, que já estão bastante avançados com serviços eletrônicos, sendo efetivamente prestados aos cidadãos através do uso do celular”. O terceiro painel terá uma discussão mais técnica com a participação da Prodeb, Prodasal e UFBa”, esclarece Gleide Bacelar.

No terceiro painel será destacada a questão de infra-estrutura de provimento de serviços eletrônicos na Prefeitura Municipal de Salvador com o gerente da Prodasal, Dalton Andrade. A coordenadora da CPD da UFBa, Claudete Alves, vai tratar sobre o projeto “Remessa” – Rede Metro Salvador”, que envolve as três esferas governamentais e instituições de ensino superior público e privado, e o diretor de Relações Institucionais e Atendimento da Prodeb, Elias Sampaio, vai falar sobre “Governabilidade e Governança pública em TIC em governos de participação popular”. Por fim, o assessor-chefe da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, Cláudio Silva, vai fazer palestra com o tema “Aprendendo com o TIC”.

No quarto painel serão discutidas estratégias de gestão através da tecnologia da informação. “Serão apresentados dois projetos conhecidos nacionalmente: o do Espírito Santo e o de Minas Gerais (projetos de Tecnologia da Informação pautados em planejamento estratégico)”, salienta Gleide Bacelar. Ela destaca ainda que será discutido o acesso para todos através da iniciativa de ponta de software livre num projeto ousado, avançado e de total confiabilidade através do Serpro, além do governo estratégico para o Governo Eletrônico.

Espaço de convivência
A Infopop, concebida pela Prodasal com parceria do Serpro, Prodeb, UFBa, foi criada para ser um espaço de convivência com a TIC possibilitando o contato do público com o hardware e software, com profissionais da área e com tecnologias voltadas para a cidadania. A feira vai acontecer no foyer, ao lado do auditório do Centro Cultural, e terá acesso livre. Serão realizadas oficinas de informática no Buzu Digital, que estará estacionado na Praça Thomé de Souza, e as pessoas poderão assistir pequenas aulas sobre informática, tecnologia e serviços eletrônicos. “Duzentos e quarenta crianças de 5 a 14 anos da rede municipal de ensino vão visitar a feira para fazer aulinhas e conhecer as ferramentas de inclusão digital num processo de educação para a cidadania através da internet. Esses programas serão instalados em 40 máquinas disponibilizadas pela UFBa, Prodeb, Prodasal e Serpro”, salienta a gerente de Projetos da Prodasal.