Smed, SPMJ e Fiema promovem ações voltadas às mulheres

18 de mar de 2019 - Jornalismo

A Secretaria Municipal da Educação (Smed), a Secretaria de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) e o Fundo Municipal para o Desenvolvimento Humano e Inclusão Educacional de Mulheres Afrodescendentes (Fiema), promoveram ações de empoderamento, conscientização e enfrentamento à violência contra a mulher.

Representantes dos órgãos estiveram na Escola Municipal Esperança de Viver, localizada no bairro de Castelo Branco, (GRE Pirajá), com o importante papel de contribuir para a construção da cidadania ativa entre os alunos e em comemoração ao mês de março mês da mulher.

De acordo com Rita Sales, gestora do Fiema, essas ações são de extrema importância para que as mulheres passem a se olhar, valorizando a sua beleza e elevando a sua autoestima. A técnica do Fundo, Edimeire do Rosário, realizou uma oficina de turbantes com o intuito de valorizar o empoderamento da mulher negra.

Janildes Lima historiadora e técnica de formação em gênero da SPMJ foi a responsável pela palestra sobre combate e prevenção da violência contra a mulher. Discutiu sobre os avanços que as mulheres já conquistaram, orientou como se defender, onde buscar ajuda e seus direitos junto a constituição. Falou sobre violência psicológica e emocional, além da violência sexual , patrimonial e moral.

A dona de casa Joselina Ferreira falou o quanto foi bom ter participado da palestra, pois além de esclarecedora foi um incentivo para ajudar as mulheres que passam por isso. Fabiana Carla Silva Torres, gestora da Escola Municipal Esperança de Viver, elogiou a iniciativa, que considerou muito importante na conscientização e na luta contra a violência doméstica.