OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

OUTUBRO ROSA: PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMA

pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Valorizando a cultura popular, semana do Folclore é festejada nas escolas municipais

27 de ago de 2018 - Jornalismo

A Escola Municipal Irmã Elisa Maria, situada em Nova Brasília da Estrada Velha do Aeroporto, realizou nesta quinta-feira (23) a culminância do projeto ‘Folclore na Escola’, com apresentações lúdicas de diversas manifestações artísticas e populares, como música, dança e capoeira. O objetivo da ação foi o de resgatar as raízes, pensando na valorização do folclore brasileiro, rico em lendas, adivinhações, manifestações culturais, comidas típicas e mitos.

Durante o mês de julho, os alunos realizaram pesquisas das manifestações da cultura popular brasileira, analisando cada uma delas, tiveram aulas de dança e capoeira, fizeram cartazes para a apresentação com atividades desenvolvidas de forma individual e coletiva, favorecendo a interação professor – aluno em sala de aula e com outros estudantes da unidade de ensino.

Segundo a diretora da escola, Amanda Fernandes, o tema vai muito além das lendas e cantigas de roda, já que o projeto abordou elementos que fazem parte do cotidiano dos alunos e que acaba sendo compartilhado. “A nossa escola buscou, através dessa culminância, resgatar um pouco das nossas raízes folclóricas, que é uma mistura de culturas, de crenças e de valores. Além disso, momentos como este são importantes por que as crianças passam a socializar tudo que aprenderam durante as atividades. A data passa, mas a experiência fica.”

A coordenadora pedagógica Marisa Medeiros de Seara, deu inicio aos trabalhos, falando a importância de se desenvolver estudos sobre a cultura e, de forma lúdica, explicou a história do Folclore. “Conhecer e transmitir o nosso folclore é o único jeito de não deixar que ele morra. É uma forma de ensinar os alunos que os elementos de sua própria cultura fazem parte do folclore brasileiro”, enfatizou.

Após a abertura, foi realizada a apresentação dos alunos do primeiro, que interpretaram o canto da Sereia Iara e dos pescadores ao som de Dorival Caymmi. Em seguida, foi feita as coreografias das músicas do Saci-Pererê (1º ano), Capoeira com o (5º ano), Samba de Roda, Maculelê e o Frevo com alunos do (1º, 4º e 5 º ano). Por fim, foi realizado o seminário, apresentado pelos próprios alunos, contando histórias das lendas urbanas, dos negros, dos índios, bem como dos jogos e das brincadeiras do cotidiano popular.

A estudante Laura Evelin Silva Melo de 7 anos, aluna do 2º ano A, mostrou que aprendeu o que foi ensinado em sala de aula. “A Iara tem um canto que hipnotiza os marinheiros e não deixa eles pegarem o peixe, aprendi também que o Curupira é o dono das florestas e que temos que cuidar da natureza. Foi muito legal me vestir de sereia.”, declarou. Antes das apresentações, os alunos puderam degustar um acarajé, iguaria africana que faz parte da comida típica baiana.

Clique aqui e veja também as fotos das comemorações no Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Arlete Magalhães, Roma, Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Epifania Silva, IAPI, Escola Municipal Saturnino Cabral, Cosme de Farias, e Creche e Pré-Escola Primeiro Passo Sussuarana.