pinflix yespornplease porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

Webinário Smed de Educação Infantil: Gestoras apresentam as ações realizadas pelos Cmeis durante a pandemia

28 de set de 2020 - Jornalismo

A Secretaria Municipal da Educação (Smed) realizou o segundo encontro do Webinário Smed de Educação Infantil, que tratou do tema “Possibilidades para garantia do direito à educação das crianças”. No encontro, três gestoras da rede municipal apresentaram as experiências desempenhadas neste período de pandemia e como estão conduzindo o aprendizado dos alunos da Educação Infantil. São inúmeras as práticas realizadas para atrair a atenção das crianças desse segmento que, devido à faixa etária requer mais interação e precisam mais do que nunca do auxílio da família para orientá-las nas atividades escolares.

O secretário municipal da Educação Bruno Barral, que apresentou o webinário, destacou a importância do trabalho dos gestores da rede que estão se reinventando para garantir a continuidade das atividades. “A gente sabe que educação à distância depende de maturidade, tecnologia, mas, sobretudo, a visão dos diretores é muito importante por que todos eles têm boas práticas no seu portfólio”.

O convívio presencial entre professor e aluno já não é mais possível, pelo menos por enquanto, por conta disso a gestora Ana Cláudia Neves, do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) José Maria de Magalhães Neto (Pituaçu) substituiu o encontro diário do aluno e a família no portão da escola por um grupo de whatsapp, o feedback agora é virtual.  “A forma das crianças se expressarem é pela brincadeira, então convocamos as famílias, fizemos vídeos com base no referencial municipal do Nossa Rede. Entendemos que a família não vai escolarizar as crianças ou não vai substituir os professores, mas vai aproveitar a oportunidade de fazer atividades com seus filhos”.

Para a gestora Ruth Nery do Cmei Dr. Eliezer Audíface (Luiz Anselmo) todo o planejamento feito para os 150 alunos que estudam no turno integral teve que ser modificado para o formato online. “As crianças ficaram distantes do ambiente escolar, um lugar onde elas compartilhavam vivências, trabalhamos com vários profissionais: Psicólogos, educadores, colegas da rede para tratar justamente desse preparo, de como lidar com essa criança nesse momento de distanciamento. Estabelecemos uma rotina, orientamos as mães pelo whatsapp, falamos sobre a questão do empoderamento feminino, da autoestima e da importância de organizar um espaço para acolher essa criança em casa”, explica.

Em época de distanciamento, todos procuraram se aproximar através das redes sociais, com a Cmei Pio Bittencourt (Federação) não foi diferente. De acordo com a gestora, Consuelo Almeida, algumas adaptações foram necessárias, mas o feedback das famílias é positivo. Das 96 crianças que estudam na escola, apenas oito não têm rede social e nesse caso o atendimento é especializado. “No dia da distribuição das cestas básicas, entregamos o bloco de vivências para todos os alunos, aqueles que não estão nas redes sociais anexamos a explicação dos vídeos postado. Precisamos também dar suporte à equipe pedagógica e entramos com o acolhimento. Nós nos reunimos duas vezes por mês, trazemos terapeutas que dialogam com a equipe, isso nos fortalece para poder apoiar as famílias”, disse.

O vídeo, que já teve mais de 2.400 visualizações, está disponível no link abaixo:

“Possibilidades para garantia do direito à educação das crianças”

Assista também ao 1º encontro do Webinário Smed de Educação Infantil:

“Legislação para Educação Infantil no contexto da pandemia”